Folha Vitória Biden vira disputa na Pensilvânia e fica mais perto de ser eleito nos EUA

Biden vira disputa na Pensilvânia e fica mais perto de ser eleito nos EUA

Disputa ainda não acabou e tem 5 Estados indefinidos. É necessário ter, ao menos, 270 delegados para ser considerado o novo presidente do país

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, virou a disputa eleitoral na Pensilvânia e está na frente do candidato à reeleição, o republicano Donald Trump. A diferença entre os dois é de cerca de 5.000 votos no Estado, um dos mais decisivos na definição da corrida eleitoral do país.

Biden agora tem 3.295.327 votos no estado, contra 3.289.731 do atual presidente. As projeções apontam que 98% das urnas da Pensilvânia já foram analisadas.

Segundo projeções da Associated Press, Biden está com 264 delegados contra 214 de Trump. Se vencer na Pensilvânia, o democrata soma mais 20 delegados e ultrapassa o número mínimo de 270 para ser considerado eleito.

Os democratas conseguiram virar também o resultado na Geórgia, que é tradicionalmente um Estado que vota com os republicanos.

Apesar de alguns veículos de imprensa já atribuírem a vitória de Biden no Arizona, a disputa segue aberta no Estado que tem 90% das urnas apurada e menos de 50 mil votos de diferença entre Trump e Biden - o democrata tem essa vantagem agora.

Ainda assim, mesmo se perder no Arizona, vencendo a Geórgia e a Pensilvânia, Biden chegaria à Casa Branca.

Resta ainda finalizar a apuração dos votos em Nevada, que tem liderança temporária de Biden. Trump, por sua vez, aparece na frente na Carolina do Norte (15 Colégios Eleitorais) e no Alasca (3 Colégios Eleitorais).

Ainda não há uma previsão de quando um dos candidatos pode ser anunciado como eleito. Matematicamente, tanto Biden quanto Trump pode vencer as eleições nos EUA.

Últimas