Folha Vitória Cadelinha prenha? Entenda os cuidados necessários antes de depois do parto!

Cadelinha prenha? Entenda os cuidados necessários antes de depois do parto!

É essencial o acompanhamento do veterinário durante a gestação, mas também no pós-parto

Folha Vitória
Foto: Pixabay
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Ter o privilégio de estar em contato com uma linda ninhada de cães é
encantador, mas, é preciso ter atenção aos cuidados necessários para garantir
que a mamãe e a ninhada estejam saudáveis, estes cuidados devem começar
bem antes do parto e continuar com o nascimento dos filhotes. 

Vamos às dicas:

Comendo por uma ninhada inteira

É essencial que a mamãe após o parto receba uma dieta balanceada
com proteínas, gorduras, fibras, vitaminas e minerais. Se você já mudou a
ração dela para a do tipo filhote com a orientação de um veterinário, está
certinho!
Agora, as mamães que recebem alimentação natural (AN) devem
continuar a comer uma quantidade maior de alimentos nutritivos. Precisam ser
evitados alimentos de difícil digestão grãos, biscoitos, pães, bolos – mesmo
aqueles que são próprios para cães.
O excesso de peso do animal é um fator de atenção. Isso porque
a obesidade dificulta a respiração da cadela, além de baixar a imunidade. Para
oferecer a melhor dieta natural para o seu pet, procure um veterinário
especializado em nutrição.

- Cuidados com a mamãe após o parto

É essencial o acompanhamento do veterinário durante a gestação, mas
também no pós-parto. É preciso verificar o estado de saúde da mamãe para
saber se ela se recuperou bem após o nascimento dos filhotes.
Não deixe de verificar se ela está amamentando a ninhada. Pois nas
primeiras horas de vida, o filhote necessita ingerir o colostro (rico em
anticorpos) por meio da amamentação. Assim, os pequenos poderão adquirir
defesas contra doenças enquanto ainda não são capazes de produzir as suas
próprias.
Forneça água e alimento para a mamãe! Quando são muito protetoras,
algumas cadelas podem não querer sair de perto da ninhada. Por isso, é
importante colocar a vasilha de água e comida perto dela e verificar se ela está
consumindo. Se ela se recusar a comer ou beber água é preciso consultar um
veterinário.

- Amamentação dos filhotes

Dos 35 a 45 dias de vida da ninhada é o tempo ideal para manter a
amamentação dos filhotes, desde que a mãe tenha condições de amamentar.
Até lá, os peludos devem consumir apenas o leite materno que já possui os
nutrientes necessários para um crescimento saudável.
O desmame é um processo natural pelo qual os cães passam quando
estão com um mês ou pouco mais de vida. Neste período eles podem receber
papinhas, ainda intercaladas com o leite. Para ajudar o pet a compreender que
o que está sendo servido é para comer e não brincar, é preciso deixar ele
cheirar e lamber antes de oferecer.

- Alimentação dos filhotes

Quando passam a comer alimento sólidos, os filhotes devem receber a
mesma ração até os 12 ou 14 meses de idade. Essa é a época em que o pet
chega à idade adulta, passando a receber a ração adequada para esta etapa.
Os filhotes precisam que sua alimentação seja cuidada com atenção. O
ideal é que o peso do pequeno aumente cerca de 25% nos primeiros seis
meses de vida. Isso deve corresponder a quase metade do seu peso quando
adulto. Por isso, a quantidade apropriada de ração é essencial para o
crescimento de um cão saudável. Para isso, conte com a orientação do
veterinário.

- Cuidados com a mamãe e os filhotes
Reforce o organismo materno para este período tão importante. Aqui vai
uma dica especial: ingredientes naturais podem beneficiar a mamãe,
reforçando suas defesas naturais, o bom estado nutricional e facilitando a
produção do leite para amamentar os pequenos.

A Botica Pets oferece cuidados naturais para este momento. Conheça mais: https://www.boticapets.com.br/formula-gestante-e-filhote

Últimas