Folha Vitória Campeão do Circuito de vôlei de praia, André Stein mira o bicampeonato e fala em vaga olímpica

Campeão do Circuito de vôlei de praia, André Stein mira o bicampeonato e fala em vaga olímpica

Atual campeão do vôlei de praia nacional, o jogador capixaba destacou também o atual momento da dupla com George, formada há pouco tempo mas já totalmente entrosada

Folha Vitória
Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O capixaba André Stein e o seu parceiro, o paraibano George, retornaram bem após a paralisação do voleibol nacional. Na primeira etapa do Circuito Nacional de Vôlei de Praia, disputada em Saquarema, a dupla faturou a medalha de ouro ao vencerem Guto e Arthur na decisão por 2 sets a 0 (parciais de 21/18 e 21/13).

Atuais campeões do vôlei de praia nacional, o jogador capixaba falou em entrevista ao Folha Vitória sobre o atual momento da dupla, formada há pouco tempo mas que já demonstrou estar totalmente entrosada.

"Apesar de sermos uma dupla nova, a gente se entende bem dentro do jogo, nos treinamentos e isso vem fazendo a diferença para as nossas conquistas. Estávamos bem, em uma crescente, até que veio a pandemia. Confesso que ficamos com medo desse tempo fora prejudicar o nosso entrosamento, mas a partir da nossa volta conseguimos recuperar o tempo perdido rapidamente nos treinos", ressaltou Stein.

Em relação ao período em que o esporte precisou ser paralisado devido ao crescimento das contaminações do novo coronavírus, o atleta afirmou que buscou manter o ritmo de treinamentos dentro de casa.

"Durante a pandemia a gente tentou não ficar parado só por estar dentro de casa. Buscamos fazer trabalhos de musculação com um material que conseguimos. Também foram feitos análise de vídeos, trabalhos psicológicos,  etc. A partir da flexibilização das coisas, conseguimos voltar aos treinos e até realizamos uma pré-temporada mais longa do que teríamos em uma temporada normal devido a quantidade de competições", destacou.

VOLTA DOS TORNEIOS

Assim que foi divulgado o calendário pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) com o retorno das competições, André afirmou ter ficado bastante contente em poder retornar às competições. Além disso, disse os atletas se sentiram seguros por estarem isolados no Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV), em Saquarema.

"Sabemos que nosso esporte é privilegiado nesse momento por contarmos com toda a estrutura do CDV lá em Saquarema. As equipes do vôlei de praia também são mais reduzidas do que no vôlei de quadra, por exemplo. Por essas razões e isso facilitou a nossa volta mesmo em meio a pandemia, com tantas coisas acontecendo", afirmou André, que também aproveitou para elogiar o protocolo da CBV. "Os protocolos de segurança do local foram bem impostos e nos deixou bem tranquilos dentro do ambiente".

OBJETIVOS

Depois de conquistar mais um Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, a ambição da dupla é buscar o bicampeonato do torneio nacional. No entanto, André Stein ressaltou que a equipe visa à longo prazo chegar ao Circuito Mundial e quem sabe buscar até uma vaga olímpica.

"Queremos estar lá um dia junto com os melhores jogadores do mundo e quem sabe conquistar uma vaga para a próxima Olimpíada. Claro que vamos trabalhando isso à longo prazo, queremos agora é focar nas competições aqui e vencer novamente essa temporada. Mas, nossos olhos estarão sempre voltados para o mundial e estamos no aguardo para o ano que vem ser melhor e poder voltar a disputar esses torneios", finalizou.

Últimas