Folha Vitória Câncer de mama: depressão atinge 33% das pacientes

Câncer de mama: depressão atinge 33% das pacientes

De acordo com o levantamento, o risco de desenvolver esse transtorno mental é maior entre as mulheres mais jovens

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Pexels

A depressão é diagnosticada em 33% das mulheres com câncer de mama, segundo estudo publicado na Revista de Psiquiatria Clínica de São Paulo. O percentual refere-se àquelas que estão no primeiro mês de tratamento quimioterápico.

Fora do primeiro mês, e de um modo geral, o índice de pacientes com câncer de mama que ainda precisam lutar com a depressão é de até 25%. De acordo com o levantamento, o risco de desenvolver esse transtorno mental é maior entre as mulheres mais jovens.

De acordo com o psiquiatra Fábio Olmo, diretor clínico da AUBE, essas mulheres são submetidas aos tratamentos adjuvantes (cirurgias e radioterapia, por exemplo). “São pacientes que vêm piora na qualidade de vida, passam a viver os assombros do futuro e tudo isso impacta diretamente na saúde emocional. O acompanhamento psiquiátrico é fundamental em todo esse processo”, destacou.

Últimas