Folha Vitória Câncer de pr´óstata: Entenda a importância dos exames preventivos

Câncer de pr´óstata: Entenda a importância dos exames preventivos

Câncer de próstata é o mais comum entre os homens, e representa 29% dos casos da doença no país, afirmam dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA)

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

De acordo com pesquisas publicadas pelo Instituto Oncoguia, um em cada nove homens será diagnosticado com câncer de próstata durante a vida. Além disso, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima mais de 60.000 mil novos casos da doença para o ano de ano de 2022. 

Para reafirmar a importância dos exames preventivos, a campanha Novembro Azul tem como objetivo principal conscientizar a população masculina sobre os perigos do câncer de próstata. 

De acordo com especialistas, é fundamental quebrar o mito do super-homem, que faz com que muitas pessoas do sexo masculino negligenciem a saúde.

Entenda a importância dos exames de rotina para prevenir o câncer de próstata

Segundo pesquisa da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCECON), a detecção precoce do câncer de próstata pode aumentar em até 90% as chances de cura. 

“É indispensável a realização dos exames preventivos. Os homens, principalmente aqueles que têm 45 anos ou mais e fazem parte do grupo de risco, precisam fazer o exame de dosagem de PSA e o toque retal, para segurança da sua saúde. É importante destacar que pacientes diagnosticados no estágio inicial da doença possuem uma chance bem maior de cura”, reforça Vitor Fiorin, oncologista.

Quais são os principais sintomas da doença?

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de próstata, em estágio inicial, tem uma evolução silenciosa, dessa forma, muitos homens não chegam a apresentar nenhum sintoma. Por isso, a realização dos exames preventivos é essencial para detectar a doença. 

Na fase inicial, a doença pode apresentar sinais como:

- dificuldade de urinar;

- necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou noite. 

Em estágio avançado, pode provocar: 

- dor óssea;

- sintomas urinário.

Em casos mais graves:

- infecção generalizada;

- insuficiência renal.  

Últimas