Folha Vitória Carnaval de Vitória: organização irá definir se continua troca de ingresso por alimento no 1º dia

Carnaval de Vitória: organização irá definir se continua troca de ingresso por alimento no 1º dia

Quem abre os desfiles no dia 17 de fevereiro são as escolas de Grupo de Acesso e, normalmente, a entrada é feita por meio de doação de alimento não-perecível

Folha Vitória
Foto: Vitor Machado
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Escola Unidos de Barreiros é uma das que desfilam no Grupo de Acesso no dia 17 de fevereiro no Sambão do Povo

Mesmo com a pandemia de coronavírus e a recente epidemia de gripe, o desfile das escolas de samba em Vitória está confirmado para os dias 17, 18 e 19 de fevereiro, no Sambão do Povo.

O anúncio foi feito pelo prefeito Lorenzo Pazolini (Republicanos) na tarde da última quinta-feira (06), em coletiva de imprensa. O folião terá que seguir regras de segurança sanitária com apresentação de comprovante de esquema vacinal completo e teste negativo de RT-PCR feito em até 72 horas antes do dia escolhido. 

No primeiro dia do evento, que é quando desfilam as escolas do Grupo de Acesso, as regras continuarão as mesmas. Ou seja, para acessar o Sambão será necessário a comprovação vacinal e comprovante de que não se está com covid-19. Mas a organização ainda vai definir se manterá a troca de ingresso por doação de alimentos como foi feita em anos anteriores.

Leia também: Desfile de escolas de samba está mantido em Vitória; vacina e PCR serão obrigatórios

"Geralmente, para acompanhar os desfiles do Grupo de Acesso das arquibancadas, nós fazemos a dinâmica da troca de ingresso por doação de alimentos. Iremos discutir com as escolas de samba se manteremos esse padrão. Porém, as regras serão as mesmas para quem tiver ingresso gratuito ou pago e for aos desfiles do Grupo Especial do sábado e do domingo. O passaporte vacinal e o teste negativo deverão ser apresentados antes", explica o sócio Pablo Pacheco, da empresa responsável, a LP Produções e Eventos. 

Central do Samba irá fornecer as pulseiras de acesso ao Sambão do Povo

Pacheco explicou que o controle sanitário será feito dias antes do desfile na chamada Central do Samba. "Será um local em Vitória, que ainda iremos definir o endereço, onde se concentrará o atendimento ao folião, a quem for desfilar nas escolas, aos trabalhadores do evento.

Nele, as pessoas receberão suas pulseiras de acesso (seja arquibancada, camarote, pista de desfile) ao apresentar o ingresso, o comprovante de vacinação (com as duas doses ou dose única) e o teste negativo de RT-PCR. Essa pulseira é inviolável e deverá ficar com o folião ou desfilante até o dia escolhido no Sambão do Povo", detalha. 

Para quem for desfilar, o credenciamento será feito nas quadras das escolas, sob supervisão da Liga das Escolas de Samba do Espírito Santo.

Ficar com a pulseira até o dia do desfile não vai ser um transtorno, acredita o organizador. "A gente aposta que isso vai se transformar numa brincadeira saudável. A pessoa vai olhar a outra, no dia-a-dia, com aquela pulseira colorida e vai saber que ela vai ter um compromisso com a diversão no Sambão do Povo", ressalta. 

Os ingressos, que devem ser adquiridos apenas pela internet, estão sendo vendidos pelo site lebillet.com.br.

Confira a ordem dos desfiles:

Dia 17 de fevereiro: 

Escolas de Grupo de Acesso do Grupo B

Unidos de Barreiros

Independente de Eucalipto

Mocidade Serrana

Tradição Serrana

Dia 18 de fevereiro

Escolas de Grupo de Acesso do Grupo A

Independente de São Torquato 

Chega Mais

Chegou o que Faltava

Mocidade da Praia

Rosas de Ouro

Pega no Samba

Império de Fátima

Dia 19 de fevereiro

Jucutuquara

Imperatriz do Forte

Novo Império

Boa Vista

Mocidade Unida da Glória (MUG)

Piedade

Andaraí

Últimas