Folha Vitória Casagrande fará pronunciamento para anunciar novo Mapa de Risco nesta sexta-feira

Casagrande fará pronunciamento para anunciar novo Mapa de Risco nesta sexta-feira

A partir de segunda-feira (5), a classificação dos municípios deve ser com base no Mapa de Gestão de Risco

Folha Vitória
Foto: Hélio Filho/Secom-ES
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Nesta sexta-feira (02), o governador Renato Casagrande irá fazer um pronunciamento para anunciar as novas medidas de combate à covid-19 no Espírito Santo, que começam a valer na segunda-feira (05). Isso porque o decreto das medidas mais rígidas isolamento termina neste domingo (04). O novo Mapa de Gestão de Risco será apresentado às 18h, com transmissão ao vivo pelo jornal online Folha Vitória. 

A partir da próxima segunda-feira, a classificação dos municípios com base no Mapa de Gestão de Risco para a transmissão da covid-19 volta a valer no Espírito Santo. Diante disso, cada cidade volta a ter sua própria classificação para o risco de contágio da doença, podendo ser baixo, moderado, alto ou extremo. Atualmente, todo o Estado está classificado no nível máximo de risco. A Grande Vitória, no entanto, deve se manter em risco extremo.

A informação foi passada durante entrevista concedida à rádio Pan News Vitória, pelo secretário de Saúde do Estado, Nésio Fernandes, na última quarta-feira (31). Ele afirmou que, apesar da classificação levar em conta a realidade de cada município, as cidades da Grande Vitória devem ser tratadas como uma região única. Com isso, permaneceria em risco extremo para a transmissão da doença, com medidas ainda rígidas.

"Alguns municípios podem ser caracterizados como risco extremo ao passar de 90% de ocupação. Voltaremos a adotar a matriz de risco, que definirá as regras por município. Cada cidade vai ter a atualização na sexta-feira (02) e algumas vão sair do risco extremo. Possivelmente, trataremos a Grande Vitória como uma única região, publicando todas as normas que vão vigorar a partir de segunda", disse.

O secretário explicou ainda que, mesmo com todo o Estado considerado em nível extremo, simulações de risco são realizadas para avaliar o desempenho de cada cidade, com base nos leitos disponíveis e capacidade de testagem, por exemplo. Na simulação mais recente, que pode servir de base para o próximo mapa, a Grande Vitória aparece como risco extremo.

Últimas