Folha Vitória Casagrande tem reuniões com governadores para discutir projeto de ferrovia que liga ES a Goiás e Minas Gerais

Casagrande tem reuniões com governadores para discutir projeto de ferrovia que liga ES a Goiás e Minas Gerais

Segundo o governador capixaba, a medida vai melhorar a eficiência logística dos estados, aumentando também a competitividade do País

Folha Vitória
Foto: Adriano Zucolotto/Governo-ES
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, discute nesta segunda-feira (23) com os governadores de Goiás, Ronaldo Caiado, e de Minas Gerais, Romeu Zema sobre o Corredor Centro-Leste, trecho ferroviário que ligará os três estados.

Também participam das reuniões, o secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, e a presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Cris Samorini.

Segundo o governo do Espírito Santo, uma das iniciativas do projeto é a melhoria do Corredor Centro-Leste, que ligaria os portos da Região Metropolitana de Vitórias aos estados de Goiás e Minas Gerais pela Ferrovia Centro Atlântica (FCA) e pela Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM), respectivamente. 

Pela manhã, o governador capixaba esteve com o colega goiano, na capital daquele Estado. Na ocasião, Casagrande enalteceu o projeto e ratificou a oportunidade logística entre os três estados.

“Queremos unificar as ações de Goiás, Minas Gerais e Espírito Santo em torno de um projeto que melhore a eficiência logística. O Corredor Centro-Leste é uma excelente oportunidade para o Brasil, com pouco investimento e que viabiliza logística de transporte de grãos e produtos industriais com muita produtividade”, afirmou Casagrande.

O governador capixaba também apontou os benefícios da iniciativa em termos de aumento da competitividade do País. “Goiás é um grande produtor, por exemplo, e aumentando a eficiência logística, você reduz o custo final ao consumidor, aumentando também a competitividade do Brasil. Hoje o custo Brasil em espera no porto, em transporte, é alto e se resolve com logística”, frisou.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado ressaltou os benefícios em aproximar os Estados.

“Todos nós abraçamos essa alternativa de chegarmos aos portos do Espírito Santo. Temos alternativa do Porto de Santos, Maranhão e se conseguirmos convalidar essa proposta até o Espírito Santo, teremos um custo e trajeto menor e um porto que tem capacidade de receber grandes navios. O que nós sempre lutamos foi que o Corredor Centro-Leste tivesse uma condição de competitividade para que os estados do interior tenham a mesma condição de competitividade dos estados litorâneos”, pontuou Caiado.

Durante a tarde, o governador do Espírito Santo se reúne com Romeu Zema, em Minas Gerais, onde apresentará o projeto.

Últimas