Folha Vitória Chegada de 5G em Vitória deve atrasar por causa de surto de covid na China

Chegada de 5G em Vitória deve atrasar por causa de surto de covid na China

Grupo de trabalho do governo federal admite que não será possível cumprir o prazo de implantação proposto inicialmente para 31 de julho em todas as capitais brasileiras

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O governo federal admitiu que não vai ser possível lançar a tecnologia 5G em Vitória e nas demais capitais brasileiras em 31 de julho, apesar das cidades já estarem preparadas para fornecer o serviço.

O Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência (Gaispi), responsável pela implantação do sistema, pediu para que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) adie por mais dois meses o prazo de inauguração em todas as capitais. Assim, a nova data passa a ser 29 de setembro deste ano.

O Gaispi justifica que a mudança nos prazos se deve ao novo surto de Covid-19 na China. O aumento recente de casos e a implantação de lockdowns e paralisação de atividades em várias cidades do país asiático causaram alterações na cadeia produtiva e de distribuição de componentes tecnológicos. 

"Escassez de semicondutores, as limitações do transporte aéreo e a demora no desembaraço aduaneiro trouxeram impactos ao projeto", aponta o relatório.

Leia também: Vitória está entre as 12 capitais brasileiras aptas a receber a internet 5G

>>> ​Vila Velha é a primeira cidade do Brasil a testar 5G

O que é 5G?

A tecnologia 5G é a quinta geração de rede de internet móvel. Ela trará ainda mais velocidade para downloads e uploads, cobertura mais ampla e conexões mais estáveis. 

Ela promete velocidades até 20 vezes superiores às da 4G. Atualmente, as capitais oferecem apenas o 5G DSS, uma espécie de combinação de frequências usadas na versão 4G.

Especialistas do ramo de TI apontam que o 5G permitirá que mais de 1 milhão de aparelhos se conectem por metro quadrado. A proposta é tornar tudo conectado, como celulares, carros, geladeiras, máquinas de lavar e câmeras de segurança, entre outros eletroeletrônicos.

Últimas