Folha Vitória Chilena é agredida com golpes de martelo na cabeça pelo companheiro na Serra

Chilena é agredida com golpes de martelo na cabeça pelo companheiro na Serra

O homem foi autuado em flagrante por lesão corporal da forma da Lei Maria da Penha e foi encaminhado ao presídio

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Imagem ilustrativa

A violência doméstica fez mais uma vítima. Um soldador foi preso após usar um martelo para agredir uma comerciante chilena, de 41 anos, na cabeça. Segundo a polícia, o casal vivia junto há cinco meses em um relacionamento marcado pela violência. O crime aconteceu durante a madrugada desta quinta-feira (15), no bairro Parque Residencial Laranjeiras, na Serra.

A vítima mora no Brasil há cinco anos. Ela contou para a polícia que estava em um relacionamento com o suspeito há cinco meses. Na noite desta quarta-feira (14), o casal saiu pra beber, mas quando voltaram para casa, o suspeito começou uma discussão. Ele estava violento e, segundo a vítima, a acusou de traição.

A mulher negou e mandou que o homem fosse embora. Ela trancou a porta de casa e também o portão do prédio. Só que, durante a madrugada, o homem resolveu voltar. Dessa vez, como o portão estava trancado, ele escalou o prédio até o segundo andar e invadiu o quarto da vítima pela janela. Isso tudo por volta das 4 horas, quando ainda estava escuro.

Quando o soldador invadiu o quarto da mulher, ela estava dormindo. A comerciante acordou com ele, armado com um martelo, já em cima dela. Com a força do corpo, ele manteve a vítima ali e o martelo era para as agressões. Ela contou aos policiais que foi agredida com várias marteladas na cabeça. Em um certo momento, ela conseguiu se desvencilhar do homem e gritou por socorro. Os vizinhos escutaram e perceberam o que estava acontecendo.

Os moradores ajudaram a comerciante a sair de casa e trancar o agressor dentro da residência até a chegada da Polícia Militar. Lá mesmo, o homem foi detido. Ao ser abordado pela PM o suspeito confessou o crime. Disse que agrediu a mulher por que ela merecia, por ter o traído. A vítima negou e disse aos policiais que essa não é a primeira vez que as agressão acontecem por parte do mesmo homem. Inclusive, ele já até teria feito ameaças com facas, mas ela nunca denunciou por medo.

O casal foi encaminhado para a delegacia. Os militares relataram que a vítima ainda ficou com muitos machucados na cabeça e, por pouco, não morreu nas mãos do marido. Assustada, a mulher recusou atendimento médico e não gravou entrevista.

A Polícia Civil informou que o suspeito, 44 anos, conduzido para Delegacia de Plantão Especializado da Mulher da Região Metropolitana (Pem) foi autuado em flagrante por lesão corporal da forma da Lei Maria da Penha e foi encaminhado ao presídio. A vítima solicitou medida protetiva de urgência. O procedimento seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Serra.  

*Com informações da repórter Jéssica Cardoso, da TV Vitória/Record TV

Últimas