Folha Vitória Ciclista sofre acidente depois de bater em fio caído em ciclovia de Cariacica

Ciclista sofre acidente depois de bater em fio caído em ciclovia de Cariacica

Dione Ribeiro de Araújo voltava para casa, quando foi surpreendido pelo fio de telefonia, que estava caído na avenida Vale do Rio Doce. Ele ficou bastante ferido

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um ciclista caiu e ficou bastante ferido depois de bater em um fio de telefonia, que estava caído em uma ciclovia no bairro Itacibá, em Cariacica. O acidente aconteceu na avenida Vale do Rio Doce, na noite da última terça-feira (01). O atendente de lanchonete Dione Ribeiro de Araújo voltava para casa, no bairro Flexal I, quando tudo aconteceu.

Ele conta que tinha deixado a mãe na residência dela, depois de uma consulta, no bairro Itaquari. Quando passava pela avenida, não viu o fio de telefonia e acabou caindo. Ainda bastante machucado, ele conversou com a equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV e contou como foi o acidente.

"Eu estava passando na ciclovia, só que não vi o fio. Aí, de repente, senti uma pancada. Caí, bate a cabeça no chão e machuquei o rosto", relatou.

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Fio de telefonia estava caído em um trecho da avenida Vale do Rio Doce, em Cariacica

Uma ambulância do Samu foi chamada para socorrer o rapaz. A esposa de Dione, Daniela Ribeiro Nascimento, disse que recebeu a notícia por meio de uma chamada de vídeo. 

"Ele fez uma chamada de vídeo e, quando eu vi o rosto dele todo ensanguentado, perguntei o que aconteceu. Ele falou 'sofri um acidente aqui na rua, muitas pessoas estão me ajudando e você precisa vir para cá correndo, porque a ambulância está chegando'", contou.

O ciclista foi levado para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, onde passou por exames e teve alta na quarta-feira (02). "Fez um raio-x da coluna, uma tomografia da cabeça e, graças a Deus, não teve nenhuma sequela mais grave, além de todo o arranhado do rosto", disse Daniela.

Como trabalha como atendente de lanchonete e precisa lidar diretamente com o público, Dione ainda não voltou a trabalhar, por causa dos ferimentos. "Minha preocupação maior é trabalhar. Só eu que trabalho e nós temos quatro filhos", contou.

A esposa do rapaz espera que o problema seja resolvido, já que muitas pessoas costumam passar pelo local do acidente. "A gente pretende buscar os nossos direitos, por conta dos danos físicos e materiais que ele teve. Do mesmo jeito que aconteceu com ele ali, poderia ter acontecido com qualquer pessoa. Naquela via passa muita gente, muitos ciclistas e pedestres", afirmou Daniela.

Por meio de nota, a Prefeitura de Cariacica afirmou que a fiação não é de responsabilidade do município. Já a empresa de telefonia informou que foi aberta uma apuração interna para analisar o caso.

*Com informações do repórter Rodrigo Schereder da TV Vitória/Record TV.  

Últimas