Folha Vitória Cidade do ES proíbe circulação de ônibus e fecha supermercados e farmácias para conter covid-19

Cidade do ES proíbe circulação de ônibus e fecha supermercados e farmácias para conter covid-19

Água Doce do Norte é a segunda cidade a adotar medidas mais extremas para frear pandemia; toque de recolher também começa nesta quarta (24)

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mais um munícipio do Espírito Santo decretou toque de recolher e medidas mais extremas para conter o avanço do novo coronavírus. Além de Barra de São Francisco, a Prefeitura de Água Doce do Norte também publicou um decreto  proibindo a circulação de pessoas nas ruas das 20h às 6h. Mas, diferentemente da cidade vizinha, Água Doce foi além e proibiu o transporte coletivo municipal.

O decreto vale a partir desta quarta-feira (24) e prevê também a suspensão de todos os serviços e atividades, incluindo farmácias e supermercados que só poderão funcionar com entregas em domicílio.

Na publicação, a prefeitura ainda destaca que fiscalizações devem ocorrer e que  serão aplicadas penalidades para quem não estiver cumprindo com as determinações do decreto, que valem até segunda-feira (29). 

As medidas, segundo a prefeitura, foram adotadas devido à proximidade da cidade com Barra de São Francisco - 16 km -, que foi considerada um dos epicentros da variante inglesa do coronavírus, mais contagiosa e letal. 

Barra de São Francisco também deu início nesta quarta-feira (24) às medidas mais rígidas. O decreto é válido até domingo (28).

De acordo com o secretário municipal de Saúde Gustavo Lacerda, neste primeiro dia da medida alguns estabelecimentos desobedeceram as restrições e abriram as portas. 

No entanto, todos foram orientados pela fiscalização sobre as regras e acataram a decisão. Na cidade, podem funcionar apenas supermercados e farmácias no sistema de delivery. Nos postos de combustíveis, apenas veículos oficiais essenciais estão autorizados para o abastecimento.

Leia também: Fiscalização fecha comércios no primeiro dia de toque de recolher em Barra de São Francisco

Últimas