Folha Vitória Clareamento dental: veja mitos e verdades sobre o procedimento

Clareamento dental: veja mitos e verdades sobre o procedimento

Em entrevista, o dentista Mario Kruczan esclareceu dúvidas sobre clareamento dental

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A saúde bucal é importante e faz parte de uma rotina de beleza. Para muitas pessoas o sorriso é o nosso cartão de visitas e para manter os dentes brancos é preciso evitar alguns itens que escurecem o esmalte, como cigarro e café. 

Mas será que os produtos caseiros e receitas rápidas para clarear os dentes realmente funcionam? O dentista Mario Kruczan esclarece essa e outras dúvidas sobre clareamento dental.

Todo clareamento dental deixa o dente branquinho?

Não. Vai clarear o dente, porém não irá mudar a cor. Por isso se usa o termo clareamento e não branqueamento. Se a tonalidade do seu dente é amarela, ele não vai sair branco do consultório, mas sim um amarelo mais claro.

Os produtos naturais sugeridos na internet (argila, carvão) funcionam?

Não. Produtos abrasivos podem até bom resultado em um primeiro momento, porque tiram as manchas superficiais. No entanto, quando você vai ao consultório fazer uma manutenção odontológica, o seu dente pode ter perdido o esmalte.

Cremes dentais com branqueadores podem clarear os dentes e ter o mesmo efeito que os clareamentos feitos em consultórios?

Não. A quantidade de agentes ativos clareadores contida nessas pastas é bem pequena e não se compara aos clareamentos feitos em consultórios. Apenas auxiliam na manutenção do clareamento profissional.

Clareamento dental pode enfraquecer ou acabar com o esmalte dos dentes?

Não, ele não altera a estrutura dentária, apenas atua nas substâncias impregnadas no dente.

Todo mundo pode fazer clareamento dental?

Não. Crianças, pessoas com hipersensibilidade, que tenham excesso de restaurações ou dentes que não sejam naturais, não podem fazer nenhum método.

*Com informações do Portal R7 

Últimas