Folha Vitória Com classificação de "Risco Muito Baixo", setor de eventos terá mais flexibilização em novembro no ES

Com classificação de "Risco Muito Baixo", setor de eventos terá mais flexibilização em novembro no ES

Nova matriz de risco vai proporcionar uma flexibilização ainda maior nos municípios com essa classificação, mas regras continuam e devem ser seguidas

Folha Vitória
Foto: @multiplacemais
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Show do Jorge e Mateus no Multiplace Mais, em Guarapari, antes da pandemia

A partir do dia 8 de novembro entram em vigor as novas regras sociais com a inclusão de uma nova matriz de risco com a classificação de “Risco Muito Baixo”.

A informação passada pelo Governo do Estado do Espírito Santo é de que esta classificação será feita por regiões do estado, tendo como requisito os índices de vacinação.

Um dos setores mais prejudicados durante a pandemia foi o de eventos e a nova matriz de risco vai proporcionar uma flexibilização ainda maior. 

>> Saiba quais são as 6 microrregiões do ES que estão mais próximas do risco muito baixo

>> Risco 'muito baixo' será atribuído a microrregiões do ES e não a municípios. Entenda!

Com o compromisso de garantir a segurança dos capixabas e de ajudar para que essa retomada aconteça da melhor forma possível, a matriz vai permitir aos municípios classificados em risco baixo realizar eventos da seguinte forma:

-  Ocupação máxima de 50% da capacidade;

- Limite de 1,2 mil pessoas para locais fechados com 100% dos participantes vacinados;

- Ocupação máxima de 50% da capacidade para locais abertos com 100% dos participantes vacinados.

Para os municípios em regiões classificadas em risco azul

- A ocupação permitida será conforme a capacidade liberada pelo Corpo de Bombeiros com a exigência para público vacinado.

>> Eventos e shows no ES vão exigir passaporte da vacina, diz Lenise Loureiro

Veja quais são as outras microrregiões que estão próximas de atingir o risco muito baixo:

Foto: Matheus Moraes | Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Santa Teresa está na lista

>> Central Serrana

Itaguaçu, Santa Teresa, Itarana, Santa Maria de Jetibá e Santa Leopoldina

- 76,57% dos maiores de 18 anos completamente imunizados;

- 86,62% dos adolescentes vacinados com a 1ª dose;

- 52,09% dos idosos com a dose de reforço.

>> Litoral Sul

Alfredo Chaves, Anchieta, Iconha, Piúma, Rio Novo do Sul, Itapemirim, Marataízes e Presidente Kennedy

- 74,02% dos maiores de 18 anos completamente imunizados;

- 89,53% dos adolescentes vacinados com a 1ª dose;

- 54,06% dos idosos com a dose de reforço.

>> Caparaó

Ibatiba, Irupi, Iuna, Muniz Freire, Ibitirama, Divino de São Lourenço, Guaçuí, Alegre, Dores do Rio Preto, Bom Jesus do Norte e São José do Calçado

- 72,71% dos maiores de 18 anos completamente imunizados;

- 85,51% dos adolescentes vacinados com a 1ª dose;

- 54,79% dos idosos com a dose de reforço.

>> Noroeste

Mucurici, Montanha, Pedro Canário, Conceição da Barra, Pinheiros, Boa Esperança, São Mateus, Jaguaré e Ponto Belo

- 70,66% dos maiores de 18 anos completamente imunizados;

- 84,34% dos adolescentes vacinados com a 1ª dose;

- 43,31% dos idosos com a dose de reforço.

>> Metropolitana

Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, Fundão, Guarapari

- 70,34% dos maiores de 18 anos completamente imunizados;

- 66,56% dos adolescentes vacinados com a 1ª dose;

- 57,22% dos idosos com a dose de reforço.

Últimas