Folha Vitória Com paralisação de produção do Butantan, mais de 152 mil pessoas no ES estão sem prazo para receber 2ª dose da Coronavac

Com paralisação de produção do Butantan, mais de 152 mil pessoas no ES estão sem prazo para receber 2ª dose da Coronavac

Anteriormente, a Sesa havia informado que esse número era de mais de 87 mil pessoas, mas ele aumentou pelo fato de novos esquemas de vacinação terem completado o intervalo recomendado de quatro semanas entre as doses

Folha Vitória
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mesmo com a chegada de dois novos lotes da vacina Coronavac enviados pelo Ministério da Saúde e recebidos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na sexta-feira (14), mais de 152 mil capixabas ainda ficarão sem a segunda dose do imunizante. O problema é que também não há prazo para que esta parcela da população seja vacinada, já que a falta de insumos fez com que o Instituto Butantan paralisasse a produção completamente no Brasil.

A Sesa informou, na noite de sexta-feira, o novo quantitativo de pessoas que estão na fila à espera da segunda dose da Coronavac no Espírito Santo. Mesmo com a chegada de dois lotes da vacina — totalizando 65.200 doses —, e da outra remessa que chegou na última semana de mais de 20 mil doses, o Estado afirma que ainda precisa de 152.787 doses para atender a todas as pessoas que precisam do imunizante produzido pelo Instituto Butantan.

Mais de 87 mil pessoas

Anteriormente, a Secretaria de Saúde havia informado que na fila havia 87.749 pessoas aguardando a segunda dose, mas, na noite de sexta-feira, informou que atualizou o número e que agora são 152.787. O motivo, segundo a Sesa, é que "novos esquemas de vacinação completaram o intervalo recomendado de 4 semanas" e, por isso, o número de pessoas subiu. 

Ou seja, a secretaria não havia colocado na primeira fila de mais de 87 mil pessoas todas que tinham tomado a primeira dose. À medida em que o prazo foi vencendo é que mais pessoas foram entrando na contagem.

A Sesa ressaltou que conforme Resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), publicada nesta sexta, o Espírito Santo solicitou ao Ministério da Saúde, de forma imediata, as 152.787 doses da vacina Coronavac para completar o esquema de vacinação do público-alvo que já recebeu a primeira dose em um intervalo de 28 dias e está com o esquema de vacinação em aberto.

A orientação para a população que se encontra com esquema para a segunda dose superior a 28 dias é que aguarde o anúncio da chegada de novas doses e o agendamento que cada cidade irá realizar.

Chegada das novas doses

Na sexta-feira, o Espírito Santo recebeu novas remessas de vacinas contra a covid-19, sendo 65.200 da Coronavac e 52.250 da Astrazeneca. O Instituto Butantan anunciou que interrompeu a fabricação da vacina por falta de insumos vindos da China.

Os imunizantes foram encaminhados à Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria da Saúde (Sesa) para cadastramento. A distribuição aos municípios da Região Metropolitana e para as regionais de saúde Norte, Sul e Central também já aconteceu nesta sexta-feira (14).

Como já foi explicado, somando as vacinas da Coronavac recebidas na semana passada com esse novo lote, não se chega ao número de imunizantes suficientes para zerar a fila de quem precisa da segunda dose. O governo capixaba disse que depende das entregas do Ministério da Saúde, e que agora, é só aguardar.

Enquanto isso, as vacinas da Astrazeneca continuam sendo aplicadas em pessoas com comorbidades. Já as vacinas da Pfizer serão aplicadas em grávidas e mulheres em período pós-parto, com ou sem comorbidade, diferente do que foi recomendado pelo Ministério da Saúde.

O subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, falou sobre o cenário da vacinação capixaba contra a covid-19. Veja:

Para as doses que chegaram nesta sexta, o Espírito Santo fez o envio de primeiras doses para dar continuidade à vacinação de pessoas com comorbidades, do grupo de forças de segurança e salvamento e dos trabalhadores da educação, com doses da Astrazeneca/Covishield.

Para as segundas doses serão destinadas imunizantes da Coronavac para público de 70 a 74 anos, 65 a 69 anos e trabalhadores da saúde que se encontram com esquema de vacinação superior a 28 dias.

Confira a tabela de distribuição por municípios desta sexta-feira (14).

Escassez de doses da Coronavac

Vale ressaltar que o Brasil vive em um cenário de escassez de doses da vacina Coronovac, devido ao desabastecimento do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) pelo Instituto Butantan, o que acarretou no comprometimento da distribuição das segundas doses em todo território brasileiro, inclusive no Espírito Santo.

Vacinação de gestantes e puérperas

O Espírito Santo continuará a suspensão de vacinação às gestantes e puérperas com doses da AstraZeneca. Grávidas e puérperas com e sem comorbidades passarão a receber doses da vacina Pfizer/BioNTech. A continuidade da vacinação ocorrerá de maneira regionalizada.

Em relação ao cumprimento do esquema vacinal deste grupo que já foi vacinado com a primeira dose da AstraZeneca/Fiocruz, a Secretaria da Saúde informou que aguarda orientações do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e definições oficiais do Ministério da Saúde.

Últimas