Folha Vitória Comerciante de Cachoeiro fica com olho colado após aplicar supercola achando ser colírio

Comerciante de Cachoeiro fica com olho colado após aplicar supercola achando ser colírio

A mulher só percebeu que havia errado de produto no momento em que a cola entrou em contato com o olho e as pálpebras dela ficaram coladas

Folha Vitória
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Uma comerciante de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do estado, viveu uma situação inusitada, porém dolorosa na noite da última terça-feira (21). Ela confundiu os frascos e, em vez de pingar colírio no olho direito, ela aplicou no local uma gota de supercola.

De acordo com informações do site Aqui Notícias, a mulher só percebeu que havia errado de produto no momento em que a cola entrou em contato com o olho e as pálpebras dela ficaram coladas.

"Passei um momento muito difícil. Eu tinha, na minha geladeira, três colírios e uma supercola. Meu namorado pegou o vidro para mim e me perguntou: 'esse aqui que é para seu olho'? Sem os óculos, não notei a diferença e disse que sim. Então ele veio e, ao aplicar, foi a pior sensação do mundo. Queimava muito. Eu tentava abrir o olho e não conseguia", contou a comerciante ao Aqui Notícias.

Ainda de acordo com a publicação, a mulher foi levada para um hospital de Cachoeiro. No entanto, não havia médico especialista no local e, por isso, foi aplicado apenas soro e analgésico no local, para reduzir a dor.

"No hospital, eles não tiveram como fazer nada por mim. Lavaram com soro fisiológico. Voltei para casa e estava ainda pior. A supercola virou uma 'pedra' dentro do meu olho. Foi uma noite muito difícil, muito desagradável", disse.

A mulher só foi atendida por um médico oftalmologista no início da manhã de quarta-feira (22). O especialista conseguiu descolar as pálpebras e retirar o produto do olho dela.

Na quarta-feira, segundo o site Aqui Notícias, o olho da mulher ainda estava bastante inchado e ela ainda não havia conseguido recuperar a visão. 

"Agora estou aplicando dois tipos de colírio, passando pomada, mas não consigo abrir nenhum dos dois olhos, pois para abrir um, abro o outro, que ainda dói muito", relatou a comerciante à publicação.

De acordo com o médico oftalmologista doutor Nilo Filippe Filho, a quantidade de cola que a comerciante aplicou nos olhos, certamente, não trará danos maiores. No entanto, é preciso tomar os devidos cuidados.

"A depender da quatidade de cola que foi utilizada, isso pode trazer repercussões. Se a pessoa for assistida de forma precoce, dá para contornar a maior parte dos problemas. Normalmente essas adesões da limpeza e liberação do olho são superficiais. Deveria notar se atingiu as córneas, pois isso sim traria problemas maiores", afirmou.

O especialista descatou que em casos como o ocorrido em Cachoeiro, o mais indicado é procurar um oftalmologista imediatamente.

"A pessoa tem que entender que ela não vai conseguir resolver sozinha. O melhor a se fazer é procurar um especialista urgente e lavar abundantemente com água ou soro fisiológico. Dependendo da extensão da lesão, o oftalmologista consegue retirar no próprio consultório. Se for pior, será necessário um centro cirúrgico", explicou.

LEIA TAMBÉM:
>> Bebê quase perde a visão após tomar banho com brinquedo de borracha
>> Isolamento social aumenta acidentes nos olhos de crianças
>> Mau uso de colírio pode interromper a gravidez

Últimas