Folha Vitória Comerciante é assaltada quando estava com a filha de 4 anos no colo em Cariacica

Comerciante é assaltada quando estava com a filha de 4 anos no colo em Cariacica

Moradores e comerciantes do bairro Itacibá afirmam que crimes tem ocorrido com frequência

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Arma foi apreendida com adolescente durante patrulhamento no bairro Itacibá, em Cariacica

Uma comerciante foi assaltada nesta quinta-feira (13), enquanto estava com a filha de 4 anos no colo. O crime aconteceu no bairro Itacibá, em Cariacica. Esse não é o primeiro caso de violência registrado na região. A onda de assaltos tem assustado quem trabalha e vive no bairro. 

A vítima estava mexendo no celular, com a criança no colo, quando um homem entrou na mercearia e começou a conversar com ela. Em poucos instantes, ele anunciou o assalto, puxou o celular da comerciante e obrigou a mulher a abrir a gaveta do caixa. 

O homem fugiu em uma bicicleta. A vítima contou que está assustada com ocorrido e ela não é a única. A sensação de insegurança é compartilhada por outros comerciantes e moradores da região. 

Um homem que tem um comércio no bairro contou que já foi assaltado três vezes. Um levantamento realizado pelo jornalismo da TV Vitória/RecordTV aponta que do início de abril até está quinta-feira (13), pelo menos dez ações criminosas foram registradas no bairro. 

Nesta quinta-feira (13), uma arma foi apreendida com um adolescente de 15 anos. O suspeito e o comparsa, de 14 anos, fugiram de uma abordagem da Polícia Militar. No início de maio, Léo Martin Medeiros, de 23 anos, foi morto a tiros em um beco do bairro. A polícia informou que ele atuava no tráfico de drogas.

A Polícia Militar informou que a região de Itacibá conta com equipes da Patrulha da Comunidade que reforçam o patrulhamento ostensivo realizado no bairro. Além disso, operações e ações preventivas acontecem diariamente em horários estratégicos. 

A PM destacou, ainda, que se baseia nas informações passadas pela comunidade para elaborar o seu plano de ação. Por isso, os moradores e comerciantes podem fazer denúncias de indivíduos que estão agindo na região através do Disque-Denúncia 181. Em casos de suspeita ou ocorrência de crime, uma viatura deve ser acionada pelo Ciodes 190.

*Com informações do repórter Wasley Leitte, da TV Vitória/RecordTV    

Últimas