Folha Vitória Comércio vira alvo de criminosos no Centro de Vila Velha; uma das lojas calcula R$ 5 mil de prejuízo

Comércio vira alvo de criminosos no Centro de Vila Velha; uma das lojas calcula R$ 5 mil de prejuízo

Uma loja de roupas esportivas foi invadida e uma papelaria já contabiliza quatro furtos em menos de um mês

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Na madrugada desta quinta-feira (17), uma loja de roupas esportivas no Centro de Vila Velha foi invadida por criminosos. Além da loja, uma papelaria, também na mesma cidade, já registrou quatro furtos em menos de um mês. Desta vez, o criminoso roubou fios de cobre do estabelecimento; o prejuízo atingiu a marca de R$ 5 mil.

A câmera de videomonitoramento da loja de roupas registrou toda a ação do criminoso. Para ter acesso ao estabelecimento, o homem entrou pela porta de vidro e se arrastou pelo chão. Dentro do local, o primeiro alvo foi o caixa da loja, após escolher os objetos a serem levados, o homem aparece novamente se arrastando pelo chão, mas agora com um notebook em mãos. Ele pega o eletrônico e sai da loja. O proprietário do estabelecimento contou que foram os vizinhos e clientes da loja que perceberam a movimentação estranha no local e comunicaram ao dono.

Também no Centro de Vila Velha, uma papelaria foi furtada. Neste caso, o suspeito tinha como alvo os fios de cobre do estabelecimento, mas o homem não contava que tudo estaria sendo registrado pelo vigilante de uma escola próxima ao local. O furto aconteceu por volta das 5 horas da madrugada e o funcionário da papelaria foi informado do ocorrido pelo telefone.

De acordo com o gerente da papelaria, que preferiu não se identificar, para terem acesso aos fios de cobre, os criminosos se equilibram no portão, mesmo possuindo uma cerca de proteção, e com o auxílio de uma faca, alicate ou qualquer outro objeto cortante, eles conseguem arrancar os fios. Este furto não foi o primeiro do mês, o proprietário conta que em 17 dias, o local foi alvo de criminosos quatro vezes.

Com o furto dos fios, a papelaria ficou sem energia, internet e telefone, sendo assim, não abriu as portas para atender os clientes. Só no final da tarde desta quinta-feira (17), funcionários da companhia elétrica foram até o local realizar as manutenções necessárias. 

As queixa de arrombamentos e furtos são constantes entre os trabalhadores e lojistas do Centro de Vila Velha. Ainda segundo o proprietário, o problema não atinge apenas comerciantes, ele conta que vizinhos já foram alvos e até vítimas de criminosos na região. Com os prejuízos e a demora para a reparação do local, a papelaria teve que fechar as portas mais cedo.

* Com informações do repórter Vitor Moreno, da TV Vitória/Record TV.

Últimas