Folha Vitória Complexo Viário de Carapina: Vitória retira embargo em obra do governo estadual

Complexo Viário de Carapina: Vitória retira embargo em obra do governo estadual

Segundo município, técnicos da Secretaria de Meio Ambiente concluíram que intervenções não apresentam riscos ou prejuízos ao meio ambiente

Folha Vitória
Foto: arquivo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mais de duas semanas depois, a Prefeitura de Vitória retirou o embargo a obra do Complexo Viário de Carapina, que está sendo realizada pelo governo estadual. Segundo o município, técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMAM) concluíram que as intervenções não apresentam riscos ou prejuízos ao meio ambiente.

"As atividades proporcionarão à Capital e ao Estado desenvolvimento sustentável, mobilidade urbana, segurança viária e mais qualidade de vida à população, respeitando e considerando os interesses dos capixabas, preservando-se as atuais e futuras gerações", informou a nota enviada pela prefeitura. 

Já a Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura do Estado informou que o consórcio contratado para executar as obras está se mobilizando para retomar os serviços no trecho de Vitória.

Licenciamento Ambiental

No dia 24 de maio, a Secretaria de Meio Ambiente da Capital embargou um trecho da primeira etapa da obra do Complexo Viário de Carapina, na antiga Reta do Aeroporto. A pasta informou que o motivo foi a não apresentação de licenciamento ambiental. Com isso, os trabalhos só estavam sendo realizados na área que pertence ao município da Serra. 

O governo estadual entrou com recurso, alegando que o auto de embargo é equivocado, "já que o trecho foi estadualizado e está localizado numa região conurbada, entre os municípios de Vitória e Serra", sendo a competência para concessão de licenciamento do IEMA. 

Em 27 de maio, o secretário de Mobilidade e Infraestrutura do governo estadual, Fábio Damasceno, e o chefe da Casa Civil do governo Casagrande, Davi Diniz, participaram de uma reunião no gabinete do prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos) para debater o impasse, que foi solucionado nessa terça-feira (08).  

Entenda a obra do Complexo Viário de Carapina

As obras do complexo viário Trevo de Carapina serão divididas em três etapas. A primeira corresponde ao trecho da antiga Reta do Aeroporto (até a divisa entre os municípios de Serra e Vitória), onde serão executados os serviços de implantação de três faixas por sentido, calçada e ciclovia no sentido Vitória e calçada no sentido Serra, além de drenagem, paisagismo e iluminação. Durante a execução, serão mantidas sempre duas faixas por sentido no trecho e o prazo de execução será de seis meses.

Já a segunda fase corresponde ao trecho da Serra até o viaduto de acesso à Rodovia do Contorno, onde serão implantadas 4 faixas de rolamento por sentido, além de uma faixa multiuso (também por sentido), que será utilizada para acesso às edificações e como baias de ônibus. Também será implantada uma área de convivência e lazer, com dez metros de largura no canteiro central deste trecho. Essa etapa deve começar a ser executada em dezembro deste ano e ser entregue até julho de 2022.

A terceira etapa será iniciada no início do ano que vem e corresponde a construção do viaduto para os novos acessos aos bairros Jardim Carapina e Eurico Salles. Essa fase será iniciada antes da finalização da segunda etapa. A conclusão total das obras do complexo viário Trevo de Carapina tem previsão de término em dezembro de 2022.

A obra é uma das prioridades do Governo do Estado na área de mobilidade e tem investimento de R$ 76,5 milhões. O prazo de execução dos trabalhos é de 24 meses, sendo que os cinco primeiros são dedicados aos projetos necessários.

Últimas