Folha Vitória Compra da Activsion-Blizzard pela Microsoft é autorizada na Coreia do Sul

Compra da Activsion-Blizzard pela Microsoft é autorizada na Coreia do Sul

Após aprovação de autoridades coreanas, Microsoft obtém permissão para adquirir a Activision Blizzard

Folha Vitória
Foto: Google
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A Microsoft recebeu sinal verde das autoridades sul-coreanas para prosseguir com a aquisição da Activision Blizzard, somando-se ao Japão, União Europeia e China.

Em comunicado oficial divulgado pela entidade coreana, conforme reportado pelo TechRaptor, foi constatado não haver riscos significativos para a concorrência no mercado local, e a compra foi aprovada sem exigências adicionais.

A autoridade de concorrência na Coreia do Sul determinou que a Microsoft não possui motivos suficientes para restringir o acesso a conteúdos da Activision Blizzard King por parte de concorrentes, e mesmo se isso ocorresse, acredita-se que não seria o bastante para eliminar as empresas rivais do mercado.

Além disso, no mercado coreano, há diversas alternativas aos jogos da Activision Blizzard, tornando o cenário não problemático, uma vez que várias empresas conseguem desenvolver produtos equivalentes.

►► Quer receber notícias, novidades e promoções do universo GAMER de forma 100% gratuita? Participe agora do nosso grupo de WhatsApp!

A autoridade coreana também destacou que os jogos da Activision Blizzard, inclusive Call of Duty, não são particularmente populares no país. Apenas Diablo alcança certa popularidade, e mesmo assim, existem várias opções alternativas.

De acordo com o relatório, a PlayStation representa de 70% a 80% do mercado coreano, enquanto a Nintendo possui uma fatia de 10% a 20%, e a Xbox está situada entre 0% e 10%. Isso levou a autoridade coreana a afirmar que o negócio não trará riscos significativos para a concorrência.

Em relação aos jogos para PC, que são mais populares do que as consoles na Coreia, o documento indica que diversas empresas estão desenvolvendo jogos capazes de oferecer alternativas aos títulos da Activision Blizzard. Quanto aos jogos em nuvem, as autoridades coreanas afirmam que não há risco, uma vez que é uma tecnologia recente, permitindo que qualquer empresa possa tentar ingressar e obter sucesso nesse mercado.

Fonte: Eurogamer

Últimas