Folha Vitória Confira todos os detalhes da nota de R$ 200 apresentada pelo Banco Central nesta quarta-feira

Confira todos os detalhes da nota de R$ 200 apresentada pelo Banco Central nesta quarta-feira

A partir de agora, começará uma campanha de divulgação sobre a nova cédula, que custará R$ 20 milhões e será veiculada até dia 28 de setembro

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Banco Central do Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Foi apresentado nesta quarta-feira (2) pelo BC (Banco Central), a nova nota de R$ 200, que leva a imagem do lobo-guará. As cores predominantes da cédula são cinza e sépia e o formato é igual ao da cédula de R$ 20 (14,2cm x 6,5cm).

A nota começou a ser produzida em agosto deste ano e, até o final de 2020, 450 milhões de unidades devem entrar em circulação no mercado brasileiro, com o custo de R$ 113,4 milhões aos cofres públicos e injeção de R$ 90 bilhões na economia, de acordo com o Banco Central.

Foto: Reprodução/Banco Central do Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A nota começou a ser produzida em agosto deste ano e, até o final de 2020, 450 milhões de unidades devem entrar em circulação no mercado brasileiro, com o custo de R$ 113,4 milhões aos cofres públicos e injeção de R$ 90 bilhões na economia, de acordo com o Banco Central.

"A nova cédula passa a ter valor legal a partir desta quarta-feira (2) e vai entrar em circulação a medida que houver demanda", de acordo com o presidente do BC, Roberto Campos Neto. A partir de agora, começará uma campanha de divulgação sobre a nova cédula, que custará R$ 20 milhões e será veiculada até dia 28 de setembro.

O BC afirma que, entre os motivos para a maior demanda por cédulas e moedas, está o fato das pessoas guardarem mais dinheiro em casa e que, com a redução da atividade econômica, "mesmo os valores pagos em espécie aos beneficiários dos auxílios governamentais não retornaram com a velocidade esperada, porque há uma diminuição do volume de compras no comércio em geral".

Não há, de acordo com o banco, o risco de haver um estímulo à inflação por causa do lançamento.

Além disso, em momentos de crise, pode haver saques para formação de reservas. A nota foi criada com o objetivo de atender o aumento da demanda por dinheiro em espécie durante a pandemia de covid-19. De acordo com a instituição, todas as capitais nas quais o BC tem representação já contam com a cédula de R$ 200.

Segurança

As cédulas vão conter os elementos de segurança para evitar falsificações, que estão explicados em um site criado pelo Banco Central. Alguns deles são marca d'água, número escondido e fio de segurança. 

Foto: Reprodução/Banco Central do Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Também há elementos para que pessoas com deficiência visual consigam identificar qual o valor da nota que estão segurando. Atualmente, o Real tem seis cédulas: R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100.

Segundo a instituição, todas as notas têm os elementos necessários e mais modernos do mundo para garantir a segurança da cédula.

Foto: Reprodução/Banco Central do Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Escolha do lobo-guará

A nova cédula é a sétima da família do real e a escolha da estampa de lobo-guará foi feita com base em uma pesquisa realizada em 2001. Na época, os dois animais mais votados para impressão foram a tartaruga marinha, usada na nota de R$ 2, e o mico-leão-dourado, na de R$ 20. O lobo-guará ficou em terceiro.

O BC diz que esta não é a primeira vez que o animal aparece no dinheiro brasileiro. Entre dezembro de 1993 e setembro de 1994, o mamífero estampou a moeda de cem Cruzeiros Reais.

*Com informações do Portal R7 

Últimas