Folha Vitória Confusão na Serra: vereadores, que são tio e sobrinho, brigam feio após sessão

Confusão na Serra: vereadores, que são tio e sobrinho, brigam feio após sessão

Discussão foi por causa da reforma de uma quadra esportiva no bairro Jardim Guanabara: enquanto Rodrigo Caçulo (Republicanos) cobrou providências da ´prefeitura, Saulinho Neves (Patriota) saiu em defesa de Sérgio Vidigal (PDT)

Folha Vitória
Foto: Divulgação/ instagram
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Os vereadores do município da Serra Rodrigo Caçulo (Republicanos) e Saulinho Neves (Patriota), que são tio e sobrinho, se desentenderam durante a sessão ordinária desta quarta-feira (28). Algumas fontes confirmaram à reportagem do Folha Vitória que os dois chegaram a trocar socos no corredor da Casa de Leis, mas a informação foi negada pela Câmara e pelos vereadores.

Tudo começou quando Rodrigo Caçulo apontou a necessidade de reforma da quadra esportiva do bairro Jardim Guanabara, inaugurada na gestão passada. "Atualmente (o local) se encontra completamente abandonado. Sendo usado de uma forma negativa para as comunidades, colocando em risco a vida das pessoas", apontou. 

O vereador ainda exibiu um vídeo de um morador mostrando a situação do espaço, que se encontra depredado, sujo e com pichações, de acordo com a gravação. 

Após a fala do vereador, Saulinho Neves pediu a palavra. Ele disse que esteve, na quarta-feira (28), com o secretário de obras Halpher Luiggi conversando sobre a quadra de Jardim Guanabara, e saiu em defesa do prefeito Sérgio Vidigal (PDT). 

"O secretário me garantiu que até semana que vem estará comigo lá nessa quadra para solucionar este problema. E dizer vereador, que o prefeito está trabalhando, são apenas 100 dias e vai trabalhar muito mais pela nossa população", afirmou. 

Caçulo voltou a argumentar. "Eu não estou entendendo mais nada. O presidente da comunidade me procurou, fez vídeo, mandou trazer o vídeo e você vem após a minha fala para defender a gestão. Por que o senhor está defendendo a gestão?", questionou. Saulinho parabenizou, mais uma vez, Sérgio Vidigal pelos primeiros 100 dias à frente da prefeitura. 

Após o fim da sessão, a gravação mostra que os vereadores voltam a conversar, e saem do Plenário juntos. Alguns minutos depois, vários parlamentares, que ainda estavam dentro do Plenário, saem às pressas do local para separar os vereadores, que continuaram discutindo do lado de fora. 

Fontes confirmaram à reportagem do Jornal Online Folha Vitória que tio e sobrinho trocaram socos no corredor, mas a informação foi negada pela Câmara e pelos dois vereadores. 

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

"A Câmara Municipal da Serra informa que, de fato, houve uma discussão política acalorada entre dois vereadores, na tarde desta quarta-feira (28). Porém, em momento algum aconteceu agressão física entre os mesmos", informou, em nota. 

Os vereadores enviaram uma nota em conjunto sobre o episódio. "Informamos que não houve nenhum incidente entre os Edis, houve sim apenas um embate político e explanação de posições, que por fim, é fundamental para a construção de uma sociedade mais humana e justa, uma vez que a principal prerrogativa de um vereador é fiscalizar a cidade e ser o porta-voz do povo." 

Últimas