Folha Vitória Consumo de um ovo por dia representa 33% das necessidades diárias de um adulto

Consumo de um ovo por dia representa 33% das necessidades diárias de um adulto

Selênio do ovo tem melhor absorção comparado a outras fontes de proteína animal

Selênio do ovo tem melhor absorção comparado a outras fontes de proteína animal

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Minerais são micronutrientes fundamentais para o organismo, pois participam de forma intensa na função estrutural (tecidos e ossos), muscular, transmissão de impulsos nervosos, transporte de nutrientes e sua deficiência acarreta desordens nas reações químicas celulares gerando desequilíbrio e doenças.

A nutricionista Lúcia Endriukaite, lembra que o ovo é um alimento que contém vários minerais como cálcio, ferro, zinco, fósforo, potássio, magnésio, sódio. E mais, possui também uma quantidade expressiva de selênio!

O que é o selênio

O selênio é um micronutriente fundamental que desempenha importantes funções biológicas como antioxidante. Atua também na formação nos hormônios tireoidianos, síntese de DNA, fertilidade e reprodução. Ajuda a neutralizar os radicais livres e estimula o sistema imunológico.

Lúcia Endriukaite ressalta: “Alimentos fonte de proteína animal apresentam maior biodisponibilidade quando comparados ao alimento vegetal. A concentração de selênio presente nos alimentos é variada porque depende da quantidade de selênio presente no solo onde foram cultivados os alimentos.”. Ela também afirma: “O selênio contido no ovo tem ótima absorção e a presença de vitamina E na composição da gema favorece ainda mais esse processo”.

Recomendações para adultos

As recomendações nutricionais de selênio para adultos a partir de 19 anos variam de 45mcg (EAR) a 55mcg (RDA). Um ovo possui aproximadamente 15mcg de selênio e, portanto, representa 33% das necessidades diárias de um adulto. A ocorrência de deficiência de selênio é relativamente rara. Sua carência nos humanos pode causar: esterilidade feminina, infecções, problemas de crescimento e insuficiência pancreática. Pode ocorrer em pacientes com problemas de absorção, como os que tem disfunções intestinais. A ingestão de mais de 400 mcg pode provocar efeitos tóxicos (selenoses).