Folha Vitória Coronavírus: número de casos deve aumentar nos próximos dias, diz Casagrande

Coronavírus: número de casos deve aumentar nos próximos dias, diz Casagrande

Governador explicou que isso deve acontecer devido à ampliação da testagem no estado. Taxa de internação e a média de óbitos dos últimos 14 dias do estado estão em queda, segundo Casagrande

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O governador Renato Casagrande admitiu que o número de casos confirmados do novo coronavírus pode aumentar nos próximos dias no Espírito Santo. De acordo com o governador, isso pode acontecer pelo fato de o Estado estar realizando mais testes para identificação da covid-19. Desde o início da pandemia, mais de 133 mil casos da doença foram identificados no estado e mais de 3,5 mil pessoas morreram em decorrência do coronavírus.

Durante pronunciamento realizado no início da noite desta sexta-feira (02), Casagrande destacou a estratégia do governo estadual de testar todos os sintomáticos da covid-19, independente da idade e ter ou não comorbidade. Também citou a realização do senso escolar e do inquérito sorológico da educação como fatores que tendem a elevar o número de casos identificados.

"Certamente, nos próximos dias, o número de pessoas identificadas — ou que esteja com o vírus em atividade ou que já tenham tido a passagem pelo vírus — poderá aumentar. É uma informação para a gente ficar em alerta. Vamos observar se isso terá algum efeito com relação a internação e à média de óbitos", afirmou o governador.

Casagrande, no entanto, ressaltou que a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para covid-19 e a média móvel de óbitos registrados nos últimos 14 dias no Espírito Santo estão em queda. Já a média dos últimos sete dias aponta um crescimento do número de mortes no estado. "Contabilizando potenciais leitos de UTI, que são 715, nós estamos em torno de 43% de ocupação", frisou o governador.

Durante o pronunciamento, Casagrande também disse que os municípios capixabas devem respeitar o protocolo do governo do Estado que trata sobre a ampliação das testagem.

"É preciso que a gente aplique o protocolo que foi anunciado pela Secretaria de Saúde, de isolar, de fato, as pessoas que estão contaminadas e contagiadas, e de fazer o teste em todos os seus contatos familiares, porque aí você identifica se essa pessoa está ou não [contaminada] e aí você isola essa pessoa também. Então você vai quebrando a transmissão do vírus. Isso para nós é fundamental".

Últimas