Folha Vitória Coronavírus pode envelhecer o cérebro, aponta pesquisa

Coronavírus pode envelhecer o cérebro, aponta pesquisa

O estudo indica que o vírus pode trazer consequência a longo prazo às pessoas infectadas

Folha Vitória
Foto: Divulgação/Fiocruz
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Pessoas infectadas pelo novo coronavírus podem ter funções cerebrais afetadas ao longo do tempo. É o que indica um estudo publicado pelo Imperial College London, nesta terça-feira (27). A pesquisa revelou que o vírus pode envelhecer o cérebro em até 10 anos.

Os pesquisadores analisaram os resultados de 84.285 voluntários que passaram por um teste chamado de “Great British Intelligence Test”. Os resultados ainda passam por analises, mas os dados preliminares já forma divulgados na plataforma MefRxiv, responsável por distribuir versões pré-publicação de artigos científicos sobre ciências da saúde.

De acordo com os dados coletados e observados pelos pesquisadores, o organismo pode ser afetado pelo novo coronavírus mesmo após meses da infeção. “Pessoas que se recuperaram, incluindo aquelas que não relataram mais sintomas, exibiram déficits cognitivos significativos”, escreveram os pesquisadores.

Os voluntários também participaram de testes cognitivos. Eles tiveram a eficiência cerebral para executar algumas atividades como lembrar palavras simples ou fazer um quebra-cabeça avaliadas pelos estudiosos. 

*Com informações do Portal R7! 

Últimas