Folha Vitória Corpo de jovem assassinada quando seguia para o trabalho é enterrado na Serra

Corpo de jovem assassinada quando seguia para o trabalho é enterrado na Serra

Amigos e familiares não sabem o que pode ter motivado o crime

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O dia foi de muita tristeza para os familiares da jovem de 27 anos morta com um tiro na nuca a queima-roupa, no bairro Camará, na Serra. Na manhã desta terça-feira (17), o corpo de Mirele Figueiredo foi velado e enterrado em um cemitério do município. 

A jovem foi assassinada na manhã de segunda-feira (16) quando seguia para o trabalho, no bairro Chácara Parreiral. Testemunhas do crime acreditam que se trate de um latrocínio, um roubo seguido de morte. Entretanto, para a polícia, o crime seria um homicídio. 

Amigos e familiares afirmam que Mirele sempre estava com um sorriso no rosto, era muito prestativa, simpática e educada. Ninguém entende que poderia ter motivado o crime. 

O marido da vítima contou que estava em casa com a filha quando ouviu um barulho que parecia ser de uma bombinha. Não demorou muito para um vizinho ir até a casa dele e avisar que, na verdade, era o barulho de um tiro que havia atingido a esposa dele. A mulher deixa, além do companheiro, uma filha de cinco anos.

*Com informações da repórter Marla Bermudes, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas