Folha Vitória Covid-19: 42 testes são realizados no primeiro dia no Aeroporto de Vitória; todos foram negativos

Covid-19: 42 testes são realizados no primeiro dia no Aeroporto de Vitória; todos foram negativos

Segundo o subsecretário em Vigilância de Saúde, Luiz Carlos Reblin, a proposta da testagem é parar a transmissão da doença

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Os primeiros testes para covid-19 no Aeroporto de Vitória começaram a ser realizados no início da noite de quinta-feira (17). Nesta sexta (18), a testagem passa a ser realizada, também, no terminal de Jardim América, em Cariacica.

Leia também: Testes em terminais: passageiros com covid-19 deverão ter ônibus exclusivos no ES

Por meio das redes sociais, o secretário de Saúde do Espírito Santo, Nésio Fernandes, afirmou que 42 testes foram realizados no primeiro dia no aeroporto. Do total, nenhum apresentou resultado positivo para a doença.

Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Marina Abreu fez o teste ao voltar de São Paulo

O teste realizado é por meio da coleta de material nasal. A médica veterinária Marina Abreu voltava de uma viagem à São Paulo e resolveu realizar o teste. Ela desembarcou no Aeroporto de Vitória e foi logo para a sala de coleta. O resultado sai em 15 minutos.

"Mais por segurança. Não moro sozinha e é bom saber. Estou indo para outro estado e é uma segurança. Acho que deveria ter desde o início. Muito movimento de pessoas transitando pelo Brasil inteiro e isso é essencial", afirmou.

Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
A cantora capixaba Budah também realizou o teste

A cantora capixaba Budah foi a Florianópolis, em Santa Catarina, gravar um clipe e quando pisou em solo capixaba quis fazer o teste de covid-19.

"É a primeira vez que faço. Sempre viajo pelo Brasil inteiro e hoje posso tirar a dúvida se o jeito que me cuido é o certo, pois me cuido bastante, mas não sei se é o suficiente", diz.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, os primeiros testes começaram a ser feitos às 18 horas. Segundo o subsecretário em Vigilância de Saúde, Luiz Carlos Reblin, a ideia é parar a transmissão da doença.

"Temos um olhar no aeroporto para uma variante nova. Havendo alguma positividade, vamos identificar a variante e a pessoa ficará isolada. Vamos, ainda, buscar os familiares e colegas de trabalho dessa pessoa para interromper a transmissão da doença".

*Com informações do repórter Waslley Leite, da TV Vitória/Record TV

Últimas