Folha Vitória Covid-19: aumento do número de casos, mortes e ocupação de leitos no ES acendem alerta no governo

Covid-19: aumento do número de casos, mortes e ocupação de leitos no ES acendem alerta no governo

Casagrande, no entanto, ressaltou que o crescimento desses números ainda não representam uma segunda onda do coronavírus no estado

Folha Vitória
Foto: Reprodução /Youtube
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O novo Mapa de Risco para o coronavírus, apresentado nesta sexta-feira (23) pelo governo do Estado e que passa a valer a partir da próxima segunda-feira (26), mostra que apenas Ecoporanga está classificado como município de risco moderado para a covid-19 no Espírito Santo. Os outros 77 estão no risco baixo.

Mesmo assim, o governador Renato Casagrande admitiu que o momento é de muita cautela. Isso porque alguns números relativos à pandemia têm aumentado nos últimos dias no Espírito Santo, o que acendeu o sinal de alerta do governo do Estado.

Um desses indicadores é a proporção de testes positivos para a covid-19 que tem sido observada no Laboratório Central do Estado (Lacen-ES). De acordo com Casagrande, pouco menos da metade do total de amostras que chegam ao laboratório acusa positivo para o novo coronavírus.

"A positividade dos testes que estão chegando no Lacen tem aumentado. Nós já chegamos a 70% de positividade no pico da doença. Há algumas semanas, chegamos a 28%, 27%, 26%. Então reduzimos muito a positividade. Nessas últimas duas ou três semanas, a positividade aumentou novamente. Estamos chegando a uma média de 40%", afirmou o governador, durante um pronunciamento online, realizado no fim da tarde desta sexta-feira.

Casagrande destacou ainda que também tem aumentado, ultimamente, a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para covid-19 nos hospitais da rede particular, além da média móvel de mortes registradas nos últimos 14 e 7 dias.

"Outro dado a ser observado é a ocupação de leitos nos hospitais privados, que também têm uma demanda mais forte. Observar também o número de amostras que chegam no Lacen. São muitas amostras que tem chegado no Lacen. Isso mostra um número de pessoas com sintomas muito mais forte. Outro dado que é preciso observar é o leve o leve crescimento nos óbitos, especialmente na Grande Vitória", afirmou.

O governador, no entanto, ressaltou que o aumento desses números não significa que o Espírito Santo esteja passando por uma segunda onda do coronavírus. "Não estamos em uma segunda onda, mas estamos com esses dados. Esse números produzem um alerta para nós, de que a doença não está controlada", frisou Casagrande.

Últimas