Folha Vitória Covid-19: São Gabriel da Palha é a terceira cidade do ES a decretar toque de recolher

Covid-19: São Gabriel da Palha é a terceira cidade do ES a decretar toque de recolher

Os municípios de Barra de São Francisco e Água Doce do Norte também anunciaram medidas mais restritivas para conter o avanço do novo coronavírus

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Sedes
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Depois de Barra de São Francisco e Água Doce do Norte, a cidade de São Gabriel da Palha também adotou medidas mais restritivas e toque de recolher evitar a  disseminação da covid-19 e das variantes que já circulam pelo Espírito Santo. Os três municípios são próximos e estão localizados no noroeste do Estado. 

De acordo com o decreto, publicado na quarta-feira (24), está suspenso o funcionamento de todos os serviços, atividades e comércio, com exceção de farmácias, laboratórios, hospitais, supermercados, indústrias e postos de gasolina. Destes, aqueles que comercializam produtos devem realizar o serviço por meio de delivery, sem atendimento ao público no local, mesmo com horário marcado.

Também foi decretado o toque de recolher entre 20 horas e 6 horas da manhã. Quem descumprir as regras pode ser responsabilizado de forma civil, penal e administrativamente, podendo responder por crime contra a saúde pública. O decreto é válido até a meia-noite do dia 31 de março, podendo ser prorrogado conforme situação sanitária.

Em Água Doce do Norte, a prefeitura também publicou um decreto proibindo a circulação de pessoas nas ruas das 20h às 6h. Mas, diferente da cidade de Barra de São Francisco, Água Doce proibiu também o transporte coletivo municipal. O decreto passou a valer na quarta-feira (24) e suspende todos os serviços e atividades, incluindo farmácias e supermercados, que só poderão funcionar com entregas em domicílio.

Na publicação, a prefeitura ainda destacou que fiscalizações devem ocorrer e que serão aplicadas penalidades para quem não estiver cumprindo com as determinações do decreto, que valem até segunda-feira (29). As medidas, segundo a prefeitura, foram adotadas devido à proximidade da cidade com Barra de São Francisco - 16 km -, que foi considerada um dos epicentros da variante inglesa do coronavírus, mais contagiosa e letal.

Barra de São Francisco também deu início, na quarta-feira (24), às medidas mais rígidas. O decreto é válido até domingo (28). De acordo com o secretário municipal de Saúde, Gustavo Lacerda, no primeiro dia da medida alguns estabelecimentos desobedeceram as restrições e abriram as portas.

No entanto, todos foram orientados pela fiscalização sobre as regras e acataram a decisão. Na cidade, podem funcionar apenas supermercados e farmácias no sistema de delivery. Nos postos de combustíveis, apenas veículos oficiais essenciais estão autorizados para o abastecimento.

Últimas