Folha Vitória Criminosos invadem salão de beleza, roubam equipamentos importados e até pentes

Criminosos invadem salão de beleza, roubam equipamentos importados e até pentes

A dona do salão de beleza calcula um prejuízo de R$ 6mil

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um salão de beleza localizado no bairro Itapoã, em Vila Velha, foi invadido por criminosos. Segundo a dona, os bandidos roubaram equipamentos importados e até pentes.

A proprietária Rosângela Armini acredita que os criminosos entraram no local durante a madrugada da última terça-feira (20). Segundo ela, os assaltantes tentaram não deixar bagunça, já que utilizaram até ferramentas para desparafusar as gavetas.

"Eu acho que foi bem profissional porque eles não destruíram. Parece que foi algo encomendado porque eu não sou a única vítima disso. Nós estamos sendo alvos porque deve ter um público querendo essas coisas", apontou Rosângela.

Assim como o caixa, o suporte onde fica a televisão ficou vazio. No local, sobrou apenas o cabo da antena. A maçaneta foi quebrada e todo o equipamento de trabalho foi levado.

"Levaram os nossos materiais básicos de trabalho. Tesoura, secadores, pranchas, navalhetes, máquinas de pezinho, todos os equipamentos que a gente trabalha. Do jeito que ficamos aqui eu não poderia cortar nem um cabelo", contou a comerciante.

Os criminosos também levaram R$ 300,00; mas o que deixou a proprietária aflita foi o prejuízo provocado pelo roubo dos equipamentos, muitos são importados.

"Tem um secador que é italiano, aqui em Vitória nem existe para comprar, a minha tesoura era alemã, a navalhete era japonesa", lembrou.

O salão de beleza funciona no mesmo local há mais de 25 anos. De acordo com a comerciante, só neste roubo, o prejuízo pode ultrapassar os R$ 6 mil. Ela conta que nunca imaginou que ficaria até sem os pentes utilizados no trabalho.

"Eu tive que sair comprando coisas até retomar minhas atividades. Comprei, já chegou pela internet, mas o prejuízo foi bem grande em termos de materiais", disse.

A Polícia Militar foi acionada, mas até o momento nenhum suspeito foi localizado. Agora, o sentimento da comerciante é de indignação.

"Eu acredito que uma pessoa que não dorme a noite e fica assaltando quem esta dormindo e trabalhou de dia, são pessoas que estão precisando de muita oração. Precisamos orar por esse povo, pedir a Deus para dar uma luz para eles trabalharam, sobreviverem, porque a gente sobrevive do trabalho".

* Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV.

Últimas