Folha Vitória 'De uns meses pra cá, ele conseguiu fazer a cabeça dela', diz irmão de adolescente assassinada pelo ex-namorado em Vitória

'De uns meses pra cá, ele conseguiu fazer a cabeça dela', diz irmão de adolescente assassinada pelo ex-namorado em Vitória

Karolina, de 17 anos, foi assassinada pelo ex-namorado no bairro São Pedro, em Vitória

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A adolescente Karolina de Souza Silva, de 17 anos, foi assassinada pelo ex-namorado no bairro São Pedro, em Vitória. O crime aconteceu na última quarta-feira (9), na casa da avó do suspeito, que confessou o crime. As agressões por parte do namorado eram constantes e segundo o irmão da vítima, a família já havia pedido para a adolescente romper o relacionamento.

O suspeito, que conheceu a adolescente quando ela tinha apenas 13 anos, foi preso em flagrante. Após cometer o crime, Gustavo David Coutinho, de 19 anos, tentou fugir do local, mas moradores que estavam próximos conseguiram segurar o jovem.

Com a chegada da pandemia, a adolescente estava com as aulas e o trabalho suspensos, mas para não ficar totalmente desocupada decidiu passar algumas semanas na região norte do estado, onde tem familiares. O irmão de Karolina conta que todos achavam que a menina não tinha mais contato com o ex-namorado, porém, ao retornar de viagem, ela teria sido atraída para um encontro com o suspeito ao invés de ir para casa.

Ainda segundo o irmão da vítima, a adolescente não se abria sobre o assunto com os familiares. "A gente achava que ela não tinha mais contato com ele, a gente não sabe da cabeça de adolescente, eles escondem muita coisa da gente", disse.

Além disso, o irmão também conta que a adolescente, mesmo sofrendo constantes agressões, ficava do lado do namorado. "Minha outra irmã acompanhava ela nas ocorrências e teve um momento em que ela defendeu ele diante da juíza. De uns meses pra cá, ele conseguiu fazer a cabeça dela querendo atrair ela e ele conseguiu", relata o irmão.

A família conta que Gustavo foi o "primeiro amor" da adolescente e que logo começaram a namorar. Eles contam que o rapaz sempre foi ciumento e que já tentou matar a menina várias vezes e inclusive perfurou o peito dela. 

O crime
Na noite da última quarta-feira, os dois jovens estavam bebendo, sentados na frente de uma casa em obras no bairro São Pedro, na capital. Segundo testemunhas, depois que eles entraram, fecharam o portão e começaram a brigar. Lá dentro, a jovem foi agredida e depois assassinada.

Vizinhos perceberam a movimentação e viram que o rapaz tentou fugir pelos fundos da casa. Ele saiu correndo pela rua, mas acabou sendo detido por populares que o seguraram até a chegada da polícia. Para os PMs, ele confessou que havia matado a adolescente com crueldade, utilizando uma serra de aço e uma espátula, material usando por pedreiros na construção civil.

* Com informações da TV Vitória/Record TV.

Últimas