Dez dias depois, morte de jovem encontrada amarrada às margens de rodovia permanece sem respostas

A vítima morava no bairro Jardim Tropical, na Serra, e teria saído de casa no sábado (21) após pedir à família para dormir na casa de uma amiga, localizada no mesmo bairro

Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O assassinato de Karollini Vitória, de 15 anos, completa dez dias nesta quinta-feira (03) sem desfecho ou respostas. O corpo da jovem foi encontrado às margens da Rodovia Serafim Derenzi, em Vitória, na segunda-feira retrasada (23).

A vítima morava no bairro Jardim Tropical, na Serra, e teria saído de casa no sábado (21) após pedir à família para dormir na casa de uma amiga, localizada no mesmo bairro. Foi o pai dela quem desconfiou do desaparecimento da jovem após telefonar para ela diversas vezes no domingo (22).

As investigações apontam que a menina não tinha como destino a residência da colega. O irmão da adolescente, de 13 anos, revelou durante as investigações ter ouvido da irmã ela não estava indo para a casa da amiga, e sim para Vitória. A jovem, porém, não disse para onde estava indo.

Leia também: Familiares de adolescente encontrada morta souberam do crime pelas redes sociais

O pai da menina revelou ter conversado com Karollini por meio de um aplicativo de mensagens antes do crime. No texto, a adolescente avisa que vai dormir na casa da amiga e diz que vai pegar R$ 20 com ele para ir à praia no dia seguinte, recebendo a autorização do pai.

A identidade de um homem chegou a ser encontrada ao lado do local onde o corpo de Karollini estava. O indivíduo foi identificado e prestou depoimento. 

* As informações são da repórter Nathália Munhão, da TV Vitória/Record TV