Folha Vitória DIEESE: Preço da cesta básica em Vitória equivale a metade do valor do salário mínimo

DIEESE: Preço da cesta básica em Vitória equivale a metade do valor do salário mínimo

Os produtos que registaram alta nos preços foram a farinha (3,39%) a manteiga (3,22%) e o leite (2,59%)

Folha Vitória
Foto: Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O valor da cesta básica de Vitória, calculada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) no mês de julho, registrou queda de 0,34%, passando dos R$ 500,01 em junho para os atuais, R$ 484,80.

Devido às medidas de isolamento social em função da pandemia do covid-19, o DIEESE manteve as mesmas formas alternativas de coleta de preços realizadas no mês anterior.

Em julho de 2020 o valor da Cesta Básica em Vitória representou 50,15% do salário mínimo líquido em comparação aos 51,73% no mês de junho. O trabalhador com rendimento de um salário mínimo necessitou este mês cumprir uma jornada de 104 horas e 04 minutos para adquirir os bens alimentícios básicos.

Com base no total apurado neste mês para a cesta mais cara do país, a de Curitiba (R$ 526,14) e considerando a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deva ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o DIEESE estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário. Em julho de 2020, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 4.420,11 ou 4,57 vezes mais do que o mínimo líquido atual de R$ 966,63.

Na avaliação mensal os produtos que registraram as maiores reduções nos preços foram a banana (32,46%) e o tomate (30,27%). Os produtos que registaram alta nos preços foram a farinha (3,39%) a manteiga (3,22%) e o leite (2,59%). Neste mês, nenhum produto registrou estabilidade no preço.

Últimas