Folha Vitória Donos de bares e restaurantes de Vitória começam a recontratar funcionários

Donos de bares e restaurantes de Vitória começam a recontratar funcionários

Novas contratações foram possíveis graças ao fim das restrições de horário de funcionamento dos estabelecimentos, após a capital entrar para o risco baixo

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Com a permissão de manterem seus estabelecimentos funcionando até mais tarde, após Vitória voltar a ser classificada como risco baixo para o novo coronavírus, donos de bares e restaurantes da capital estão começando a recontratar funcionários. O aumento na movimentação de clientes nesses locais tem feito com que empresários do setor reforcem suas equipes, para dar conta da demanda.

Ainda não chega a ser o mesmo movimento que geralmente era visto antes da pandemia, mas, aos poucos, os donos de bares e restaurantes começam a vislumbrar um futuro melhor. O fato de Vitória ter voltado ao risco baixo para a covid-19, segundo o Mapa de Risco do governo do Estado, possibilitou que os estabelecimentos da capital funcionem por mais tempo, o que aumenta a necessidade de mais funcionários para dar conta do trabalho.

A partir desta semana, em vez de fechar às 22 horas, durante a semana, e às 16 horas, aos domingos, os bares e restaurantes podem funcionar sem limite de horário. Se para o empregador é mais tempo para receber clientes e melhorar o faturamento, para quem está desempregado, aguardando uma oportunidade para se recolocar no mercado de trabalho, é uma esperança. É trocar a preocupação pelo alívio, a aflição pela carteira assinada.

Para o garçom Renato Briato, que ficou seis meses desempregado, é ainda mais que isso. O retorno ao serviço de garçom significa renda e moradia também. Ele, que mora no alojamento do restaurante, precisou passar o período de favor, na casa de parentes. Ainda que tímido, diz que está muito feliz. "Voltei a trabalhar, então melhora em todo sentido. O padrão de vida volta ao normal", frisou.

Para um restaurante localizado na Praia de Camburi, em Vitória, são duas horas diárias a mais podendo funcionar, tempo suficiente para despertar o otimismo dos proprietários. De acordo com a comerciante Raíssa Trindade, a fase agora é de restaurar a antiga equipe.

"Quando a gente precisou de abrir mão deles, logo no início da pandemia, foi com um certo custo emocional também, para nós da equipe do restaurante. Então, de imediato, a primeira coisa que nós vimos, após a retomada desse movimento, foi a recontratação dessas pessoas que já eram parte da equipe", destacou a comerciante.

Esperança, mas com cautela. Para o Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Espírito Santo (Sindbares), o período ainda é desafiador. "Na primeira vez que houve o retorno ao risco baixo, houve sim recontratação de ex-profissionais, de novos profissionais. Houve também a compra de estoques, o que acabou se perdendo com o retorno das restrições. Então, nesse novo retorno, há uma cautela, de todo o empresariado, para aguardar realmente a estabilização da situação", destacou o presidente do Sindbares, Rodrigo Vervloet.

O comerciante Saulo Santos da Silva também espera aumento no movimento do bar, ao ter permissão para abrir no horário original — até meia-noite. Espera, mas não aposta. Primeiro, quer avaliar os resultados do próximo fim de semana.

"Por enquanto, a gente vai esperar essa semana agora, para ver como vai ser o comportamento, se a rotatividade vai aumentar, para ver se precisa contratar mais ou não. Então a gente vai aguardar um pouquinho mais para fazer isso", afirmou.

Recontratando agora ou mais à frente, o fato é que o setor ganhou uma injeção de ânimo, seja pelas medidas mais flexíveis ou pela vacina. "Isso dá uma possibilidade para a gente poder continuar investindo cada vez mais na estrutura do restaurante, na melhor assídua do nosso atendimento, nos treinamentos internos. Então, com um melhor movimento, a gente consegue ter capital para isso", ressaltou Raíssa Trindade.

Com informações da jornalista Andressa Missio, da TV Vitória/Record TV

Últimas