Folha Vitória Duas farmácias são assaltadas durante o final de semana em Vitória

Duas farmácias são assaltadas durante o final de semana em Vitória

O crime tem se tornado recorrente na capital do Espírito Santo

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Insegurança é um sentimento comum entre funcionários de farmácias de Vitória. Neste final de semana, mais dois estabelecimentos foram alvo de criminosos. O primeiro crime ocorreu por volta de 21h30 de domingo (07), quando uma drogaria que fica na Reta da Penha, em Vitória, foi assaltada. Logo após o crime, o gerente do estabelecimento acionou a Polícia Militar. 

Uma equipe esteve no local e orientou o funcionário a procurar a Polícia Civil para registrar o boletim de ocorrência. As câmeras de segurança do estabelecimento devem ajudar nas investigações. Os itens levados e a dinâmica do crime não foram divulgados.

Cerca de vinte minutos após o crime. Uma outra farmácia foi assaltada, no bairro Jardim da Penha. De acordo com a polícia, os suspeitos teriam chamado um motorista por aplicativo para ir até o local do crime. Quatro suspeitos embarcaram no bairro Itararé e seguiram até a farmácia. 

Quando chegou próximo a uma rotatória, dois rapazes desceram do carro e seguiram até o estabelecimento. O motorista contou a polícia que, em poucos minutos, os suspeitos retornaram com dinheiro, celulares e chave de um carro. 

Esses não foram os únicos casos registrados em Vitória nos últimos dias. No início de janeiro, uma farmácia foi assaltada no bairro Bento Ferreira. O suspeito foi preso após ser perseguido por agentes da Guarda Municipal e se envolver em um acidente

Dois dias depois, uma drogaria do bairro Jardim da Penha foi assaltada. Os funcionários ficaram trancados no banheiro. Na mesma noite, os assaltantes ainda teriam roubado outra farmácia da região. 

Há cerca de 20 dias, seis criminosos assaltaram outra farmácia na Reta da Penha. A Guarda Municipal conseguiu prender três dos suspeitos e recuperar alguns itens como dinheiro e celulares.

A Polícia Militar informou que, nos casos registrados no domingo, foram realizados patrulhamentos nas regiões, mas nenhum suspeito foi preso ou identificado.

*Com informações do repórter Matheus Brum, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas