Folha Vitória "Ele era o nosso sonho", diz pai de recém-nascido que morreu após acidente no interior do ES

"Ele era o nosso sonho", diz pai de recém-nascido que morreu após acidente no interior do ES

O casal seguia para o hospital, quando um buraco na pista fez com que o carro capotasse. O bebê nasceu no local do acidente, mas não resistiu

Foto: Reproducao/ Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A madrugada da última segunda-feira (28), certamente, ficará para sempre na memória do casal Luciana Cazarotto e Luan Chiabai. O que deveria ser um momento especial de plena felicidade virou uma história de muita tristeza. Com ela em trabalho de parto, eles seguiam para o hospital quando houve um acidente em Santa Maria de Jetibá, região Serrana do Espírito Santo. O bebê nasceu no carro em que estavam, mas não resistiu.

Para o casal, que está junto há cerca de três anos, o momento é de dor, sofrimento e de assimilar tudo o que aconteceu. Em conversa com o Folha Vitória, Luciana revelou que viveu momentos terríveis.

"O que passamos foram horas de terror. Foi um momento muito difícil, mas precisamos levar a vida. Minha ficha ainda não caiu. Ainda estou tentando superar tudo o que passou. Infelizmente não podemos voltar o tempo e fazer tudo diferente. Estou arrasada, sem chão", contou emocionada.

Luciana disse que não se lembra dos momentos após o acidente. Segundo ela, a bolsa rompeu quando eles estavam a caminho do hospital. O marido, que dirigia o carro, perdeu o controle da direção e capotou com o veículo.

"Muita gente diz que ele estava em alta velocidade, mas ele não estava. Ele estava indo tranquilamente. Saindo de Caramuru (localidade rural de Santa Maria de Jetibá), tinha um buraco na curva. Caímos no buraco e não teve como desviar dele. Ele não conseguiu controlar o carro", disse.

A mãe ainda contou que se lembra de ter dito ao marido, logo após sair do carro, que o bebê iria nascer. No entanto, logo percebeu que havia algo errado com o filho.

Foto: Reproducao/ Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

"Eu percebi que quando ele nasceu, já não estava mais vivo. Mas como a gente é mãe, ainda tinha esperança de chegar ao hospital e fazer o possível, com os primeiros socorros. Infelizmente não conseguiram", lamentou.

Apesar de terem filhos de outros relacionamentos, o bebê seria o primeiro do casal e se chamaria Luiz Antônio. Segundo Luan, todo o acompanhamento foi realizado conforme orientação médica. A mãe e o bebê estavam saudáveis, mas o acidente mudou o destino.

"Ele era o nosso sonho. A gente queria muito ter um filho juntos", desabafou Luan. Tínhamos planejado e queríamos muito esse filho. Infelizmente ele não veio", disse a mãe.

Após o atendimento em um hospital, Luciana está em casa, mas Luan precisou retornar à unidade hospitalar, pois fraturou a clavícula e deve passar por uma cirurgia nesta quinta-feira (03).

Agora, enquanto tentam superar a perda de um filho tão esperado, o casal ainda está na expectativa pela recuperação de Luan.

"Estou no hospital. Vou fazer a cirurgia da clavícula. Cheguei a ficar em casa ontem (terça-feira) o dia todo, mas não aguentei de tanta dor. Fui ao hospital hoje (quarta-feira) pela manhã, mas me transferiram para Santa Teresa, pois em Santa Maria de Jetibá não tinha recursos", contou Luan.

O acidente

Foto: Divulgação/ Polícia Militar
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O acidente aconteceu na madrugada de segunda-feira (28), por volta de 1h50. Durante o trajeto para o hospital, na pista em direção à Rodovia Afonso Schwab, o motorista perdeu o controle do veículo por não conseguir desviar de um buraco. O veículo caiu em um barranco, capotou e ficou com as rodas para cima.

O motorista conseguiu sair e pediu ajuda de um morador. Eles retiraram a gestante do carro e foram levados pelo morador para o hospital. O condutor disse que não conseguiu acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) por perder o celular no capotamento.

No local do acidente, a mulher entrou em trabalho de parto e deu à luz a um menino. Porém, a criança já chegou morta ao hospital. A equipe médica tentou reanimar o bebê, mas não havia mais o que fazer.

Os médicos informaram à Polícia Militar que o bebê nasceu pesando 3,87 kg e tinha 52 cm.

Últimas