Folha Vitória Em 4 horas, quatro homicídios são registrados em Cariacica

Em 4 horas, quatro homicídios são registrados em Cariacica

Para a polícia, os crimes podem estar associados com a disputa de facções rivais pelo controle de pontos de tráfico de drogas

Folha Vitória
Foto: Divulgação/Sesp
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Imagem de arquivo

O final da noite de sábado (25) e início da madrugada de domingo (26) foi marcado pela violência em Cariacica. Quatro pessoas foram assassinadas em um intervalo de 4 horas no município.

Para a polícia, os crimes podem estar associados com a disputa de facções rivais pelo controle de pontos de tráfico de drogas.

O primeiro homicídio ocorreu em Porto Novo no final da noite de sábado. Segundo a Polícia Militar, um jovem identificado como João Carlos Amorim Matos, de 18 anos, foi executado com quatro disparos por criminosos que estariam um veículo preto. Uma outra pessoa, que estaria com João, também foi baleada e socorrida por moradores para o Pronto Atendimento de Alto Lage.

A segunda ocorrência também foi registrada durante a noite. Maxwel Dias Sarti, de 23 anos, estava num local conhecido como Beco da Casquinha, em Flexal II, qaundo dois homens em uma motocicleta se aproximaram e efetuaram diversos disparos.

O último homicídio teve como vítima um casal e aconteceu também no bairro Flexal II. Segundo moradores, o casal passava pela Rua dos Operários quando criminosos se aproximaram e dispararam cerca de 30 vezes. Uma das vítimas ainda tentou correr, mas não conseguiu e acabou morrendo no local.

De acordo com familiares, o homem identificado como Leonardo da Cruz, de 25 anos, era usuário de drogas. Ele morava na Serra, mas costumava ir ao bairro onde tinha parentes. A mulher identificada como Eliane Rosa Pereira, de 42 anos, também seria usuária. A família não sabe o que pode ter motivado o crime.

De acordo com a Polícia Civil, os casos seguirão sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cariacica e, até o momento, nenhum suspeito foi detido.

Com informações do repórter Fabio Gabriel, da TV Vitória/Record TV.

Últimas