Folha Vitória Em Guarapari, moradores de Guaibura pedem instalação urgente de lombada

Em Guarapari, moradores de Guaibura pedem instalação urgente de lombada

Com o asfaltamento da rua Lúcio Rocha de Almeida os carros passaram a transitar em alta velocidade

Folha Vitória
Foto: Larissa Castro/ Leitora
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A população de Guaibura tem uma nova preocupação ao transitar pelas ruas da região. Com o asfaltamento da rua Lúcio Rocha de Almeida os carros passaram a transitar em alta velocidade, colocando em risco pedestres e animais que circulam na região. Os moradores contam que presenciaram, inclusive, motoristas realizando rachas.

A Larissa Castro é moradora da região e cuida de uma cadela que chegou a ser atropelada na rua. Ela conta que a circulação na rua aumentou e, com isso, o risco de acidentes ficou ainda maior. “O movimento aqui na rua era pouco, mas agora, com o asfalto e a chegada de um novo empreendimento os carros circulam em alta velocidade e mesmo a noite, o que deixa mais perrigoso ainda”, contou.

Agora os moradores tem buscado a instalação de uma lombada no local, para diminuir a velocidade de circulação dos veículos. A população da região chegou a realizar orçamentos para executar a obra com recursos próprios, mas, segundo o Conselho Nacional de Trânsito, a organização do trânsito é dever do poder público, executar obras sem autorização legal pode resultar em multas e punição criminal.

Foto: Larissa Castro/ Leitora
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Procuramos a Prefeitura para analisar a demanda da população. Em nota, a Prefeitura explicou que, segundo o art. 94 do Código de Trânsito Brasileiro, é proíbida a utilização de tachas, tachões e dispositivos similares implantados transversalmente em pública, exceto nos casos em que estudo técnico de engenharia de tráfego demonstre índice significativo ou risco potencial de acidentes cujo fator determinante é o excesso de velocidade praticado no local e onde outras alternativas de engenharia de tráfego não forem ineficazes (Contran Nº 600/2016).

Assim, a Secretaria de Postura e Trânsito (Septran) pede que os moradores formalizem o requerimento solicitando a limitação de velocidade no local, para que o pedido seja avaliado.

Últimas