Folha Vitória Empresário Dondoni continua foragido da Justiça

Empresário Dondoni continua foragido da Justiça

O empresário Dondoni continua sendo procurado pela polícia. Ele foi condenado a cumprir pena de 24 anos e 11 meses em regime fechado pela morte de três pessoas de uma mesma família

O empresário Dondoni continua sendo procurado pela polícia. Ele foi condenado a cumprir pena de 24 anos e 11 meses em regime fechado pela morte de três pessoas de uma mesma família

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O empresário Wagner Dondoni, condenado a 24 anos e 11 meses de prisão em regime fechado, por dirigir embrigado e provocar o acidente que causou a morte de três pessoas de uma mesma família, continua foragido. Até a manhã desta quarta-feira (07), a Polícia Civil informou que o empresário ainda não havia sido localizado e que diligências são realizadas para encontrá-lo. 

Na tarde desta terça-feira (06), a Justiça expediu o mandado de prisão contra Dondoni. A condenação do empresário foi proferida durante julgamento realizado na última segunda-feira (05), no Fórum de Viana. O juiz do caso, Romilton Alves Vieira Junior, de Itapemirim, decretou que o condenado seja preso.

A Polícia Civil informou, por meio de nota, que a Superintendência de Polícia Interestadual e de Capturas (SPIC) foi formalmente notificada da expedição do mandado de prisão em desfavor de Wagner Dandoni. 

A PCES destacou ainda que, como qualquer agência de segurança, que porventura acionada, acata ordens de mandados expedidas pelo Judiciário e que, assim que os mandados de prisão são expedidos pelo Judiciário, a pessoa já é considerada foragida. De acordo com a polícia, nesta quarta-feira (07), a SPIC está realizando diligencias para encontrar o criminoso.

O jornal online Folha Vitória conversou com o advogado criminalista, Flávio Fabiano, para saber sobre a atual condição no processo de julgamento do empresário, caso ele permaneça desaparecido. Segundo o criminalista, em relação a pena, nada poderá ser alterado, pois enquanto Dondoni não é capturado, não é iniciado o cumprimento da pena. "Não irá aumentar e nem diminuir o tempo de prisão, haja vista que é um direito dele não se apresentar. No entanto, é uma obrigação do Estado capturá-lo", explica.

Leia também:

- Dondoni não comparece a julgamento marcado para esta segunda-feira no Fórum de Viana

- Advogado justifica a ausência de Dondoni e diz que o silêncio é um direito constitucional