Folha Vitória Enem terá salas especiais para grupo de risco da covid-19

Enem terá salas especiais para grupo de risco da covid-19

Inep estebelece medidas para evitar aglomeração nos dias de exame e amplia número de locais de aplicação do exame

Folha Vitória
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) anunciou uma série de medidas preventivas para evitar a aglomeração e a disseminação do coronavírus nos locais de prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Estudantes do grupo de risco ficarão em uma sala específica e haverá ampliação dos pontos de aplicação do exame.

A ocupação deve ser de, aproximadamente, 50% da capacidade original das salas onde os participantes realizarão o exame, de acordo com o Inep. Para este ano estão previstas 205 mil salas em 14 mil pontos de aplicação um aumento se comparado com a edição anterior. Em 2019, o Enem foi aplicado em 145 mil salas de aplicação, em cerca de 10 mil locais de prova.

Candidatos infectados por covid-19 terão nova chance de fazer Enem

As provas do Enem 2020 estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Além da redução do número de pessoas por ambiente de aplicação, uma sala especial, com ocupação de até 12 pessoas, será destinada aos participantes que, segundo o Ministério da Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), são mais vulneráveis à covid.

Gestantes, lactantes, idosos e pessoas com condições médicas preexistentes, como cardiopatias, doenças pulmonares crônicas, diabetes, obesidade mórbida, hipertensão, doenças imunossupressoras e câncer, fazem parte desse grupo.

O Inep informa que esses perfis já foram identificados na base de inscritos e, assim, alocados nas salas especiais. Não há necessidade de realizar uma nova solicitação.

Doenças infectocontagiosas

Nos dias de realização das provas, pessoas com doenças infectocontagiosas também poderão participar da reaplicação do Enem. Nesses casos, a condição deverá ser comunicada, por meio da Página do Participante, antes da aplicação do exame.

São doenças infectocontagiosas para fins de solicitação de reaplicação do Enem 2020 impresso: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e covid-19.

*Com informações do Portal R7

Últimas