Folha Vitória ES vai receber mais de 135 mil doses de vacinas contra covid-19 nas próximas 48 horas

ES vai receber mais de 135 mil doses de vacinas contra covid-19 nas próximas 48 horas

Ao todo, serão 12.870 doses da vacina da Pfizer e 123 mil doses da Astrazeneca. De acordo com a Sesa, 80% dos imunizantes serão destinados à vacinação por faixa etária

Folha Vitória
Foto: Prefeitura de Vitória/ Elizabeth Nader
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mais vacinas chegam ao Espírito Santo nas próximas 48 horas. O anúncio foi feito pelo secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, em um pronunciamento na tarde desta terça-feira (01). Segundo o secretário, serão enviadas para o Estado 12.870 doses da Pfizer e 123 mil da AstraZeneca. 

Nésio ainda reforçou que as doses da vacina da Pfizer, que antes estavam sendo distribuídas apenas em Vitória, estão sendo encaminhadas também para outros municípios. A aplicação do imunizante estava restrita à Capital devido às restrições de armazenamento impostas pelo fabricante. 

"Iniciamos a distribuição da Pfizer para todas as cidades. A utilização dela nas geladeiras científicas foi ampliada para até mais de um mês pela própria Anvisa. Já estávamos preparados e agora passamos a fazer a distribuição quando a vacina chegar para nós, na quantidade de maneira per capita", explicou. 

Estado inicia vacinação por faixa etária 

Diante da chegada desta nova remessa de imunizantes, o subsecretário estadual de Saúde, Luiz Carlos Reblin, explicou que parte das doses será destinada ao público com comorbidades e a ampla maioria para a vacinação por faixa etária.

"A vacinação por faixa etária, a partir da próxima remessa que recebermos, já será destinada neste formato. 80% será para aplicação por faixa etária. 20% é destinada ao grupo de comorbidades", disse. 

Reblin afirmou que, desta forma, a imunização acontecerá de forma mais ágil. "Não retiramos o grupo de comorbidades. É importante dizer que se alguém com comorbidades tem menos de 60 anos, poderá tomar a vacina por faixa etária. Dará muito mais agilidade", reforçou. 

Últimas