Folha Vitória Escola Americana de Vitória anuncia parceria inédita com a Apple

Escola Americana de Vitória anuncia parceria inédita com a Apple

Em nova sede desde fevereiro deste ano, no antigo Ginásio Álvares Cabral, em Bento Ferreira, a EAV ocupa uma área total de 11 mil metros quadrados

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Com investimentos de pelo menos R$ 6 milhões, a Escola Americana de Vitória (EAV) anuncia a expansão física, com a implantação do Ensino Fundamental II e a instalação de um moderno laboratório de tecnologia e inovação em parceria com a Apple. A iniciativa torna a escola a única unidade de ensino do Espírito Santo contemplada pelo projeto Apple Distinguished School. De acordo com a EAV, essas novidades estarão à disposição dos alunos já em 2021.

Em nova sede desde fevereiro deste ano, no antigo Ginásio Álvares Cabral, em Bento Ferreira, a EAV ocupa uma área total de 11 mil metros quadrados.

De acordo com a escola, a expansão compreende uma área de 1.285,50 metros quadrados, formando o 1º pavimento da escola e será composta por diversos ambientes, sendo 11 salas de aula, com áreas para trabalhos em grupo, mesas que se modulam para atividades coletivas, iluminação e ventilação naturais, mesmo que o local já seja equipado com ar condicionado.

Área Tech e Zen

A nova estrutura, ressalta a EAV, conta ainda com espaços de aprendizado, como a Área Tech – inspirada nos escritórios das maiores multinacionais, com mesas colaborativas para a troca de ideias, realização de trabalhos e debates sobre temas e desafios globais. Ainda no mesmo andar, os alunos contarão com a Área Zen. Trata-se de um espaço voltado para o relaxamento, com música ambiente e estrutura para a leitura de livros. O projeto de toda a escola, incluindo a expansão, é assinado pelo arquiteto Kennedy Vianna e contempla todos os requisitos de acessibilidade, com elevador e escadas.

Parceria com a Apple

Foto: reprodução/EAV
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Nessa nova fase da escola, a novidade fica por conta do Apple Distinguished School. Lançado em 2010, o programa está presente em escolas situadas em diversos países, proporcionando a oferta de ferramentas que possibilitam aos professores criarem uma experiência de aprendizado sem igual, em que cada minuto de aula na tela seja fascinante para os alunos.

Na EAV, o projeto será integrado ao espaço Innovation Lab. Um ambiente equipado com todos os recursos da Apple para que o aluno tenha ensinamentos de colaboração, empreendedorismo, inovação e programação.

O laboratório irá oferecer várias soluções para capacitação dos estudantes em todos os níveis escolares. Os alunos terão liberdade de expressão e mobilidade, usufruindo de tecnologia e aplicativos modernos para editar vídeos em 4K, construir modelo em 3D de uma máquina a vapor ou conduzir uma orquestra virtual para criar a trilha sonora de uma apresentação sobre música clássica, entre outras tarefas ministradas pelos professores.

Novas iniciativas

Destaque, ainda, para o Swift Playgrounds. Um aplicativo que ensina os alunos a programar em um mundo de quebra-cabeças e personagens divertidos. Ele introduz a programação usando a mesma linguagem dos desenvolvedores de apps profissionais.

Além do acesso ao EAV Innovation Lab, cada aluno matriculado fará uso de um Macbook Air de forma individualizada, sendo esse equipamento essencial para o aprendizado na escola e em casa.

Com essa ferramenta de alta tecnologia, os estudantes terão todo suporte necessário para desenvolver todas as atividades extraclasses, além de adquirirem proficiência com Mac e toda a programação oferecida pela plataforma Apple.

Resultados positivos

Foto: reprodução/EAV
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Desde da criação, o projeto Apple Distinguished School tem alcançado resultados expressivos em todo o mundo. Nos Estados Unidos, uma escola identificou melhoria de mais de 200% nos resultados acadêmicos dos alunos comprovados por um aumento no reconhecimento do Mérito Nacional.

O bom desempenho permitiu que os formandos da unidade fossem aceitos em faculdades e universidades, como Cornell, Princeton, Brown e Duke. Todas as instituições de ensino participantes do programa da Apple relatam aumento na proficiência em leitura, matemática, entre outras áreas do aprendizado.

Equipe capacitada

Para a diretora pedagógica da EAV, Andrea Buffara, o novo equipamento complementa as ferramentas da EAV para o desenvolvimento da fluência na linguagem da computação e codificação.

“Na disciplina de Pensamento Computacional, os alunos aprendem sobre os conceitos básicos de programação. Um simpático robô ajuda a ensinar o básico da programação de computadores por meio de exercícios práticos, desenvolvendo com alunos os conceitos de matemática e lógica, estratégias para resolução de problemas, elaboração de projetos e comunicação”.

Segundo o diretor executivo da Escola Americana de Vitória, Luciano Gani, a parceria com a Apple é uma conquista importante na área de ensino capixaba.

“Somos a primeira escola contemplada pelo projeto. Vamos oferecer aos alunos um programa com metodologia de ensino avançada e com os melhores equipamentos de informática do mercado, com suporte em programas e ferramentas modernas para o ensino de diversas competências, incluindo conteúdos acadêmicos e atividades adicionais, oferecendo o que há de mais atual em um ambiente no qual os alunos ficam curiosos e animados para aprender”, explicou.

Por dentro da Escola Americana de Vitória

Foto: reprodução/EAV
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Com metodologia diferenciada e aprendizagem baseada no ensino de competências, a Escola Americana de Vitória (EAV) ocupa uma área total de 11 mil metros quadrados. Oferece educação internacional de alta qualidade, com imersão total na língua inglesa.

A unidade oferece um ambiente escolar em que habilidades de pensamento de ordem superior (síntese, análise, pensamento sistêmico, aplicação e raciocínio divergente) são adequadamente estimuladas e cultivadas. “Ser fluente numa das línguas mais faladas no mundo, claro, é um importante diferencial, mas a EAV vai muito além de uma escola bilíngue. Buscamos formar cidadãos do mundo, aptos a viver, trabalhar e empreender, com capacidade para exercer críticas, criar hipóteses e conclusões”, destaca a diretora pedagógica Andrea Buffara.

A Escola conta com turmas do 1º ao 5º ano dos Ensinos Infantil, com idades entre 2 a 5 anos, e Fundamental I, com faixa etária de 6 a 10 anos. Em 2021, passa a contemplar séries dos Ensinos Fundamental II. O horário de funcionamento é integral, com o tempo livre complementado com atividades culturais e esportivas monitoradas.

Dispõe de uma estrutura física moderna, com ambientação interativa, com uma abordagem de ensino completamente inovadora, que coloca o aluno como protagonista do seu próprio aprendizado. Entre os diferenciais do campus estão os espaços Maker, onde os alunos desenvolvem sua criatividade e espírito empreendedor, assumindo o comando de suas vidas, criando e executando soluções.

Já o espaço "Learning Commons" foi idealizado para ser um ambiente colaborativo e de busca pelo conhecimento. Conta com área de trabalho, rede wi-fi para atividades e navegabilidade na internet e mais de quatro mil títulos em inglês e português.

Complementa a estrutura, o Studio de movimento. O espaço é operado em parceria com a Duetto Arte e Movimento e dispõe de infraestrutura completa com piso apropriado, barras, espelho. Também conta com tatame para aulas de judô e jiu-jitsu.

Ainda na área cultural, a EAV possui uma Sala de Música equipada com diversos instrumentos musicais, como piano, bateria, flauta, com aulas de canto e instrumentalização ministradas pela escola Dinâmica. Outro diferencial é o Estúdio de Artes, onde os alunos têm todas as ferramentas necessárias para criar e desenvolver habilidades artísticas com argila, pinturas, trabalhos artesanais, colagem, entre outros.

A grade curricular da EAV inclui, ainda, a oferta de modalidades olímpicas para o estímulo da prática de exercícios físicos em todas as idades e etapas do ensino, com atividades esportivas como futebol, balé, judô, jiu-jitsu, tênis, além de aulas de yoga.

O incentivo ao esporte tem como objetivo caminhar lado a lado com a educação. Todos os matriculados são sócios-atleta do Clube Alvares Cabral, complementando as atividades esportivas do “After School”. Futuramente, o programa de esportes da Escola Americana de Vitória tem a intenção de disponibilizar bolsa de esportes para que alunos do ensino médio se tornem atletas de performance.

Nas séries iniciais, a crianças contam com uma área de playground com equipamentos fornecidos pela Erê Lab, empresa de criação e desenvolvimento de objetos de brincar, interagir e participar. Ela é a responsável pela primeira instalação de um parque permanente em São Paulo, no Largo da Batata, após vencer o concurso Batatalab.

Últimas