Folha Vitória Especialista aponta cinco fatores que podem sabotar a dieta

Especialista aponta cinco fatores que podem sabotar a dieta

Mais da metade da população está acima do peso ou é obesa. Por isso, a boa forma física tem se tornado um caso de saúde pública

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Muitas pessoas querem fórmulas para alcançar a boa forma. Apesar do assunto "dieta" ser pautado com frequência, especialistas alertam que este é um tema que merece atenção, em especial quando os dados mostram que o índice de obesidade vem crescendo no país: mais da metade da população está acima do peso ou é obesa, de acordo com o Ministério da Saúde. Por isso, a boa forma física, deixa então de ser uma questão estética e se torna saúde pública.

Mas, quando o assunto é dieta é difícil conhecer alguém que nunca seguiu uma e se frustrou com ela. Para a especialista em emagrecimento, Edivana Poltronieri, o primeiro passo para seguir qualquer dieta é não fazer isso sozinho. “É normal dietas boca-a-boca, mas isso pode ser prejudicial porque cada pessoa tem um organismo e vai reagir de uma maneira. Outro motivo é que as dietas devem ser seguidas com indicação e acompanhamento de um especialista”.

>> Mas, se mesmo com indicação de especialista, a dieta não está surtindo o efeito desejado, Poltronieri explica que um dos fatores abaixo pode estar interferindo nos resultados. Confira!

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Alimentos zero açúcar

“Esse tipo de alimento é o que mais tem nas prateleiras dos mercados e, por serem práticos, acabam se tornando regra ao invés de exceção. O problema desse tipo de alimento não é o açúcar, mas a falta de nutrientes”, explica a especialista em emagrecimento.

Petiscos processados e refrigerantes, mesmo zero açúcar, além de não serem nutritivos, também costumam ter ingredientes que boicotam a dieta, como alto nível de carboidrato. “Por isso, sempre indico a ingestão de alimentos naturais nos intervalos entre as refeições, como frutas”.

Não beber água

“Chás não substituem a água! Ela é fundamental para o sucesso de qualquer dieta por exercer várias funções no organismo, como diminuir a retenção de líquidos, controlar algumas substâncias do sangue, como sódio e potássio”, explica a especialista. Caso a pessoa tenha dificuldade de beber água, a dica da expert é aromatizar com limão, gengibre ou hortelã. “Isso pode estimular a pessoa a criar o hábito de beber mais água e fazer isso com prazer”.

Dia do lixo

Para Poltronieri, o dia do lixo é interpretado de forma equivocada na dieta. “Ele foi criado para ajudar as pessoas a terem prazer na dieta em refeições pontuais. E quando se fala o ‘dia do lixo’ não deve ser levado como um período de 24 horas, em que a pessoa exagera em todas as refeições do dia”, explica.

Isso pode ser ainda mais prejudicial para quem deseja fazer uma reeducação alimentar. “Não adianta ser tão regrado por um período para, na mesma semana, extravasar na alimentação. O objetivo das dietas é levar a uma reeducação alimentar, isso envolve muito os seus desejos alimentares. Se a pessoa focar no dia do lixo, essa nova adaptação vai ser mais árdua para acontecer”. 

Dormir pouco

A especialista afirma que é necessário, no mínimo, seis horas de sono diários. “Dormir menos do que isso retarda o metabolismo e causa alterações hormonais que minimizam os efeitos da dieta. Além disso, a falta de sono leva a ansiedade, um dos principais vilões das dietas”. Além de dormir o tempo suficiente, o sono precisa ter efeito relaxante. “Pessoas que dormem mal tendem a consumir mais cafeína e ficar mais suscetível ao uso de tabaco. Esses são alguns fatores que também desaceleram os efeitos das dietas”.

Compartilhe resultados

De acordo com Poltronieri, é mais fácil perder o foco quando não compartilhamos as nossas dificuldades e vitórias. “Ter pessoas que incentivem e compreendam quando falhamos faz toda a diferença no processo. Isso acontece em todas as áreas da nossa vida e não é diferente quando iniciamos uma dieta.”

Últimas