Folha Vitória Especialista dá dicas para "reprogramar" mentes agitadas para aumentar concentração

Especialista dá dicas para "reprogramar" mentes agitadas para aumentar concentração

Em uma reprogramação mental, o objetivo é ter pensamentos mais focados, positivos e melhorar a administração das emoções, identificando também crenças negativas que atrapalham as performances individuais diárias

Folha Vitória
Foto: pexels
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O mundo está agitado e não podemos negar que o avanço tecnológico contribuiu para a aceleração de informação que nunca para. Nesse cenário, a nossa mente que a todo instante está recebendo algo novo, também não desliga e os múltiplos pensamentos conseguem nos tirar o foco de até fazer coisas simples, como ler, conversar com alguém ou se concentrar em algo. 

Em todos os casos, é necessário atenção, porém deve-se redobrar quando a mente agitada passa a tirar o sono.

Mas é possível reprogramar uma mente agitada? "Sim, é possível, mas não é como reprogramar um computador ou celular", disse a fisiologista e mentora Debora Garcia. A especialista também acrescenta.

"Uma mente que está muito agitada não é produtiva, porque tem muitos pensamentos que, muitas das vezes, são inúteis, autodestrutivos ou negativos. Isso acontece de forma descontrolada, pois a mentalidade da pessoa não está treinada, então ela acaba se auto-sabotando diariamente com o próprio pensamento: confiando menos em si mesma, fica mais ansiosa e cria o próprio gatilho de estresse", disse a especialista.

Cérebro x Mente e como ambos atuam na cabeça

Nosso cérebro é um órgão físico enquanto a nossa mente é algo totalmente impalpável, é comum se ouvir dizer que a mente “é o que o cérebro faz”. Podemos imaginar a mente como a fonte dos pensamentos, do consciente e subconsciente enquanto o cérebro é composto por massa branca e cinzenta, com bilhões de neurônios, dividido em hemisférios e lobos, com inúmeras funções.

"O cérebro e a mente trabalham juntos e por isso para melhorar o padrão mental, ter emoções mais saudáveis, pois apesar de popularmente se relacionar as emoções ao coração elas realmente ocorrem no nosso cérebro, é preciso trabalhar o cérebro e a mente juntos. Através dos recursos corretos podemos estimular novas conexões cerebrais para um cérebro jovem e saudável, mais afetos positivos e pensamentos de mais qualidade por exemplo", completa.

Em uma reprogramação mental, o objetivo é ter pensamentos mais focados, positivos e melhorar a administração das emoções, identificando também crenças negativas que atrapalham as performances individuais diárias, seja em casa ou no trabalho.

Os benefícios de uma mente mais potente são inúmeros, tais como: mais foco, produtividade, leveza, clareza nas ideias, maior habilidade para poder resolver problemas, agilidade nos afazeres e muito mais. 

"Se pensarmos no nível de ansiedade e estresse que se tem hoje no Brasil, e o quanto isso prejudica a vida pessoal, profissional e até a saúde dessas pessoas, conseguir administrar melhor a mente e as emoções é o que vai melhorar muito essa realidade brasileira", pondera.

Dá ideia para a prática

Sozinho é mais difícil, a vontade até pode aparecer mas muitas pessoas desistem por não saber como melhorar e se reprogramar internamente, por isso no dia 15 de junho vai acontecer uma mentoria online, que vai tornar tudo isso realidade. Com exercícios práticos e bases da neurociência a fisiologista e meditadora Debora Garcia vai conduzir o evento.

"Utilizamos o método APTA, pois essa técnica é baseada em exercícios, por meio da neurociência, que coloca o nosso cérebro para trabalhar em nosso favor, do nosso bem-estar, da nossa saúde e da nossa performance, seja na vida pessoal ou profissional", disse ela que também acrescenta:

"Na verdade, a gente passa a trabalhar a nosso favor. Costumamos pensar que já estamos, mas a realidade é que muitas vezes não, pois é a nossa mente que cria hoje a maior parte dos gatilhos de stress, ansiedade, medo e insegurança que temos. Então, muitas das vezes internamente, estamos trabalhando contra o que realmente queremos para nós.”

Para participar, basta se inscrever clicando aqui ou entrando em contato pelo whatsapp (11) 98629-7848.

Últimas