Folha Vitória Especialista reforça a importância da vacinação para a saúde coletiva

Especialista reforça a importância da vacinação para a saúde coletiva

Pesquisas apontam que as imunizações evitariam 1,5 milhões de mortes ao redor do mundo, além de proporcionarem maior qualidade de vida

Folha Vitória
Foto: reprodução/pixabay
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Desde o início da pandemia, é possível notar que a vacina é uma dose de esperança. Nesse contexto, pesquisas afirmam que a imunização em massa é capaz de proteger contra a Covid-19 e prevenir outras doenças, além de reduzir o número de mortes prematuras. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1,5 milhões de mortes poderiam ser evitadas, caso a cobertura vacinal fosse melhorada. 

A vacinação proporciona uma proteção eficaz à população ao controlar contágios de doenças infectocontagiosas e, consequentemente, a circulação de vírus e bactérias. 

Para o patologista João Cremasco, a vacinação é de extrema importância e reforça que a prática deve ser iniciada e supervisionada pela família desde o nascimento da criança. 

“Algumas vacinas são aplicadas após o parto e protegem contra diversas doenças, como a BCG, que evita formas graves de tuberculose. Essa é apenas a primeira, de muitas, que devem ser ministradas durante as fases da adolescência, adulta e terceira idade, para garantir que a proteção contra vírus e bactérias tenham continuidade”, comenta.

As principais vacinas para o público em geral

Outras vacinas que são aplicadas no público geral também são importantes para a preservação da saúde, como a vacina contra gripe, que já está com a campanha ativa para a imunização deste ano; pneumonia; febre amarela; HPV Quadrivalente, que previne infeções persistentes e lesões pré-cancerosas e a pneumocócica 13 e 23 valente, que protege contra infecções graves causadas pela bactéria pneumococo, como meningite e pneumonias. 

Já as gestantes devem tomar algumas vacinas específicas, como a de hepatite B, gripe e DTPA ou tríplice bacteriana, que é capaz de proteger a mãe e o bebê contra difteria, tétano e coqueluche. 

No grupo dos idosos, além das vacinas já citadas, é necessário administrar o imunizante da herpes zóster, que protege contra as formas graves do vírus da varicela.

Importância da vacina da Covid-19

De acordo com Cremasco, a vacina contra o coronavírus é um grande avanço na medicina e reforça a importância da imunização da população. 

“A pandemia nos trouxe inúmeros desafios e um deles foi a criação de uma vacina eficaz em curto prazo. Nós conseguimos, mas diante das variantes há muito trabalho a ser feito e, nesse sentido, é preciso que haja conscientização da sociedade para a importância da vacinação. Por isso, caso seja do grupo prioritário, vacine-se para proteger a si e ao próximo”, reforça. 

Últimas