Folha Vitória Está ansioso? Descubra como a respiração pode te ajudar

Está ansioso? Descubra como a respiração pode te ajudar

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Pexels
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A ansiedade tem sido um tema bastante discutido na atualidade, principalmente pelo contexto conturbado motivado pela pandemia de covid-19, que trouxe diversas consequências negativas para a saúde mental de muitas pessoas.

De acordo com Francisco Kaiut, professor de yoga, quiroprata e terapeuta natural, os sintomas da ansiedade podem variar de indivíduo para indivíduo, mas, no geral, é possível tomar algumas ações para aliviar os efeitos das crises.

“As crises de ansiedade podem desencadear palpitações e dores no peito, sensação de tremor nos membros inferiores, tensão muscular e, sobretudo, respiração ofegante e falta de ar. O que muitos não sabem é que a respiração e as emoções estão diretamente relacionadas”, explica Kaiut.

Para exemplificar sua afirmação, o professor aponta que, quando o indivíduo está tranquilo e em um estado de tranquilidade, sua respiração tende a ser controlada e suave. Por outro lado, quando se sente ansioso ou irritado, sente a respiração agitada, rápida e superficial.

“Como a respiração está relacionada às emoções, é possível dizer que os exercícios de respiração na prática de yoga são essenciais. A respiração possui ligação direta com o sistema nervoso e afeta como nos sentimos. Por isso, é possível trabalhá-la para aliviar os sintomas de ansiedade e de outros transtornos psicológicos”, ressalta Kaiut.

Leia mais: Veja quais são os principais sintomas da ansiedade e como lidar com o problema

Saiba como identificar uma crise de ansiedade

A ansiedade pode causar diversos sintomas tanto mentais quanto físicos, que atrapalham o dia a dia de um ansioso.

Sintomas psicológicos: são caracterizado por constante tensões ou nervosismos, sensação de que algo ruim vai acontecer, preocupação exagerada em comparação com a realidade, irritabilidade, medo constante e problemas para dormir.

Sintomas físicos: são caracterizados por respiração ofegante, boca seca, aceleração no coração, sensação de fraqueza ou cansaço, tensão muscular, dor de barriga e náusea.

Veja dicas para controlar a ansiedade com ajuda da  respiração

Para controlar os efeitos da ansiedade, o professor de yoga,Francisco Kaiut, aponta as principais práticas relacionadas à respiração. 

“Na maioria das situações, respirar com calma é a maneira mais natural de respirar. Por isso, ao contrário do que muitos pensam, uma respiração profunda e ampla não é necessária”, pondera.

A respiração desempenha um papel importante no yoga, uma vez que a prática afeta o corpo e a mente de várias maneiras. “Durante a prática de yoga a respiração muda de forma natural por meio do movimento, da ativação muscular, da alteração entre a contração e a liberação e entre a sensação interior de paz, suporte e amplitude”, explica Kaiut.

No Método Kaiut Yoga, existe uma proposta de reeducação da respiração, para que uma regulação do sistema nervoso impacte diretamente em sintomas ansiosos.

“O desenvolvimento de uma respiração melhor, diretamente ligada à regulação do sistema nervoso, passa pela respiração. Assim, o primeiro passo para conquistar uma respiração melhor é perceber sua respiração, sem analisar, julgar ou interferir. Na sequência, a ideia é respirar em ciclos reduzidos sustentáveis, reeducando seu próprio sistema a respirar de uma forma mais natural e harmônica", finaliza o professor. 

Últimas