Folha Vitória Família aguarda resultado das investigações do assassinato de ajudante de obras em Cariacica

Família aguarda resultado das investigações do assassinato de ajudante de obras em Cariacica

Familiares estiveram no Departamento Médico Legal de Vitória para fazer o reconhecimento e a liberação do corpo de Rodrigo Guimarães Brusqui

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Familiares aguardam o resultado das investigações para saber o que motivou o assassinato do ajudante de obras Rodrigo Brusque no bairro Rosa da Penha, em Cariacica. Ele foi abordado por dois homens de moto e foi atingido por vários tiros na cabeça.

Na manhã desta quinta-feira (24), familiares estiveram no Departamento Médico Legal de Vitória (DML) para fazer o reconhecimento e a liberação do corpo de Rodrigo Guimarães Brusqui. Entre eles, o pai do auxiliar de obras de 24 anos, assassinado a tiros.

O homem preferiu não gravar entrevista, mas conversou com a equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV. Ele disse que não sabe o que pode ter motivado o crime, ocorrido por volta das 10h30 da noite de quarta-feira (23).

LEIA TAMBÉM: 

>> Homem que ostentava vida de luxo é preso suspeito de cometer assaltos na Grande Vitória

>> Suspeito de tráfico entra no mar para tentar fugir da polícia, mas acaba preso em Vila Velha

Rodrigo não morava em Rosa da Penha. Ele teria ido de moto até o bairro para visitar uma moça com quem estava se relacionando. No caminho, foi abordado por dois homens numa outra moto. Segundo o pai, moradores disseram ter visto Rodrigo tirando o capacete para falar com eles. Logo depois ele foi baleado várias vezes na cabeça.

Foram encontradas 11 perfurações na cabeça dele. A namorada de Rodrigo foi ao local do crime. Estava desesperada e parecia não acreditar no que tinha acontecido. Em seguida chegaram os pais e um dos irmãos de Rodrigo, bastante abalados.

LEIA TAMBÉM: Adolescente esfaqueada em Santa Maria é informada sobre a morte da irmã

De acordo com a família, Rodrigo morava sozinho na frente da casa dos pais no bairro Vila Independência, também, em Cariacica. Ele deixou uma filha de 5 anos. A família aguarda o resultado das investigações.

Segundo a Polícia Militar, a motivação do crime é desconhecida. O pai disse que até onde sabe Rodrigo não teve nenhum desentendimento com ninguém nos últimos dias e não tinha envolvimento com drogas. Os dois estavam sempre juntos, já que o homem é mestre de obras e o filho trabalhava com ele.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que investiga o caso e que até o momento nenhum suspeito do crime foi detido.

* Com informações da repórter da TV Vitória/Record TV, Fernanda Batista.

Últimas