Folha Vitória Família decide doar órgãos de filho de policial assassinado na Serra

Família decide doar órgãos de filho de policial assassinado na Serra

A cirurgia de captação foi feita nesta quinta-feira (06) no Hospital Dr. Jayme Santos Neves

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Após ser constatada a morte cerebral de Daniel Moreira Patrício, de 23 anos, filho de um sargento da Polícia Militar, a família decidiu fazer a doação de órgãos do rapaz. 

O jovem foi baleado na noite da última segunda-feira (3) no bairro das Laranjeiras, que fica na Grande Jacaraípe, na Serra. Ele tinha acabado de sair da lanchonete onde trabalha, quando foi atingido por um tiro na nuca.

Daniel chegou a ser socorrido, mas faleceu no hospital. A morte foi confirmada pela mãe do rapaz nas redes sociais na quarta-feira (5). No início da manhã desta quinta-feira (06), o corpo dele ainda estava no Hospital Dr. Jayme dos Santos Neves, na Serra, onde foi realizada a cirurgia de captação dos órgãos.

A previsão é de que o corpo seja encaminhado ainda na manhã de hoje para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória e posteriormente liberado para sepultamento.

O caso

Tudo aconteceu por volta das 23h40, na segunda-feira (3) bem perto da casa onde Daniel Moreira Patrício mora com a família. O jovem passou a noite trabalhando na lanchonete, onde atua como chapeiro e, quando estava voltando para casa percebeu dois homens em atitude suspeita, sentados na calçada. 

Ele voltou para o local de trabalho e comentou com os colegas o caso, e os amigos aconselharam ele chamar o pai, para acompanhá-lo até em casa. Mas como era muito perto, ele achou que não precisava e seguiu caminho de volta para casa. Porém, quando ele chegou no portão da residência, os suspeitos atiraram duas vezes.

Amigos da família afirmaram que todos estão abalados. Daniel foi baleado por dois criminosos na porta de casa quando voltava do trabalho. O pai, que é sargento da Polícia Militar foi quem socorreu o jovem. Ainda de acordo com os familiares, ele estaria conversando com uma mulher há pouco tempo. Ela seria ex-companheira de um traficante e Daniel não tinha conhecimento disso. 

Leia mais:

Filho de sargento baleado na Serra estaria conversando com ex-companheira de traficante

Baleado na nuca, filho de sargento da PM estaria sendo ameaçado

* Com informações da repórter Nathália Munhão, da TV Vitória / Record TV

Últimas