Folha Vitória Família é rendida e feita refém dentro de casa em Vila Velha; bebê de seis meses foi agredido

Família é rendida e feita refém dentro de casa em Vila Velha; bebê de seis meses foi agredido

O marido, a esposa e os dois filhos foram amarrados e trancados em um cômodo

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Uma família foi feita refém e passou por momentos de desespero. A mulher, o esposo e os dois filhos moram em um prédio de dois andares no bairro Santa Inês, em Vila Velha. Os suspeitos renderam, amarraram as vítimas e roubaram cerca de R$ 28 mil. 

A família tem um comércio no município. Nesta quinta-feira (13), a mulher voltou para casa antes do marido, que é indiano. Quando o homem estava a caminho de casa, por volta das 20h, foi rendido por dois suspeitos. Os criminosos abordaram o rapaz na porta de casa. Os suspeitos estavam armados com um revólver e uma faca. 

Testemunhas contaram que os suspeitos estavam agitados e agressivos. Na casa, além do casal, também estavam os filhos, uma criança de cerca de 4 anos e um bebê de quase seis meses.

O indiano foi obrigado a entrar na residência, onde estava toda a família. Para a polícia, o homem contou que ele, a esposa e os dois filhos foram amarrados e trancados em um cômodo da residência. Algumas testemunhas disseram que o bebê foi agredido no braço. 

Os assaltantes ficaram cerca de uma hora e meia dentro da casa. Os suspeitos roubaram R$ 28 mil do casal, um celular, cartões de crédito e débito, roupas da loja do casal e joias.

Os dois criminosos fugiram pela porta da frente. Eles ainda levaram as chaves dA casa e do carro. Segundo testemunhas, a família gritou e pediu ajuda a um vizinho que conseguiu soltá-los.

A família mora de aluguel. De acordo com o proprietário, o casal reside no local há pelo menos cinco anos. Ele contou que os inquilinos são pessoas tranquilas e que com a pandemia sofreram por causa do tempo que o comércio precisou ficar fechado. 

Há poucos dias, o casal voltou a trabalhar. Eles estavam felizes por ter conseguido reestabelecer as contas e trocar de carro. Na manhã desta sexta-feira, a loja do casal ficou fechada. Depois do susto que passaram na noite anterior, as vítimas decidiram não abrir as portas. 

Algumas pessoas no bairro contaram que o casal tinha costume de guardar dinheiro em casa e que isso teria atraído os criminosos que, supostamente, já sabiam desta prática. 

A Polícia Militar esteve no local e orientou as vítimas a registrarem a ocorrência em uma delegacia para que o caso possa ser investigado. 

*Com informações da repórter Marla Bermudes, da TV Vitória/Record TV.  

Últimas