Folha Vitória Fashion recycle: conheça campanha sustentável da top model Paula Frank

Fashion recycle: conheça campanha sustentável da top model Paula Frank

Modelo começou a questionar comportamento de compra provocado pela indústria da moda e pensou formas de minimizar impactos causados pelo descarte indevido

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A modelo Paula Frank vem capitaneando a moda consciente, também conhecida como consumo consciente. A tendência, apesar de não ser novidade (a Coluna Pedro Permuy já trouxe entrevista com Amir Slama para falar do assunto), vem ganhando cada vez mais força nas rodas das sociedades globas.

LEIA TAMBÉM: Pocah, ex de Felipe Araújo, ex-BBBs e famosos fazem reality em Guarapari

A top model explica que a tendencia em geral da população é comprar roupas sem nem ao menos saber de onde elas vierem. “Muito menos quem as fabricou e em quais condições isso ocorreu. A maioria não sabe nem do que ela é composta, se é feita de algodão, poliéster ou lã”, critica.

A ideia da profissional, então, é fazer mais pessoas entenderem o que estão comprando, fazendo a experiência da aquisição de um bem de uso como roupas se tornar mais consciente.

LEIA TAMBÉM: Graciele posta primeira foto com filhas de Zezé Di Camargo: "Juntas"

Como modelo, Paula se sentiu obrigada a propor esses questionamentos, pois a discussão ética em torno do consumo de novas roupas, em virtude do alto número de lojas e marcas envolvidas com trabalho escravo, vem cada vez mais ganhando força e precisa ser combatida por quem tem lugar de fala e voz para influenciar milhares de consumidores a mudarem seus hábitos de compras.

LEIA TAMBÉM: Quíntuplos capixabas viram reality no Discovery: "Vamos mostrar tudo"

As dicas que ela dá são: comprar em brechós; lavar menos as roupas, principalmente as feitas de jeans; organizar o guarda-roupa sempre; valorizar o que é roupa de produção local e independente; priorizar peças duráveis e de alta qualidade; dar preferência a peças orgânicas e descartar corretamente as roupas, preferencialmente dando-as a instituições filantrópicas. 

Últimas